quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A CHANCE- republicado





IMAGEM RETIRADA DA PÁGINA NO FB:
 https://www.facebook.com/250073438469706/photos/a.251617684981948.1073741828.250073438469706/545682262242154/?type=1&theater

Estava na mensagem aqui copiada:
Há dois dias mais importantes na sua vida: o dia que você nasce, e o dia que você descobre o porquê.




Minhas Considerações:

Poderia começar uma poesia com esse tema.
No entanto, prefiro a prosa de início.
Sabe parar e refletir o que esse pequeno texto significa?
Digo sob a minha ótica espiritualista:
O dia do nascimento é o dia da sua volta: 
Nova chance que te foi dada pelos 'Arquitetos do Destino', designada pelo Criador.
Eles envolveram a sementinha no útero de sua mãe. 
Conseguiram levar sua alma imortal, para mais uma jornada no orbe terrestre.
Você foi desenvolvendo dia após dia, mês a mês, até chegar o dia de novamente olhar o mundo aqui de fora...

Agora, o porquê:
Porque você ficou devendo perdões, reconciliações, consertar erros de caráter,  também melhorar seu jeito de enxergar o mundo e abraçar o próximo como causa primeira em sua vida.
Você humilhou, magoou, entristeceu alguém. 
A hora de consertar tudo, chega a cada nova  vestimenta da carne.

Quando estamos em situação problemática em que não enxergamos solução, pense que essa é uma das suas provas para passar aqui na Terra. 
Só há dois caminhos para terminar seu carma: PELO AMOR OU PELA DOR.
Nascemos para evoluir e reparar erros de vidas anteriores. 
Sempre e sempre... Até não precisar mais, usar da RODA DAS REENCARNAÇÕES.

Sua alma é antiga como o mundo! Saiba que estamos hoje, melhores que ontem. Sempre evoluindo e nunca retrocedendo...
Aproveite a chance que DEUS na sua infinita bondade te dá.
Caridade, perdão, tolerância, fraternidade, boa vontade e harmonia : Palavras para ter em mente e seguir em frente... 
ESSA É A RECEITA.

FÁTIMA ABREU


A poesia:  

A CHANCE

Viajei das estrelas, em um espaço diferente,
Para renascer e te conhecer...
Saí do útero quentinho de minha mãe,
Para novamente olhar o dia...
Chorei, porque sabia que seria difícil mais uma  jornada terrestre.
Mas, dentro de mim, sabia que teria que ser assim...

De início, não reconheci meus erros.
Com a maturidade, os percebi.
O julgo é só meu.
Assim, como não posso julgar o teu.

Hoje abraço minha chance
De ter uma vida melhor que antes...
Sou a lágrima de outrora, 
Renovada mais uma vez,
Porque assim tem que ser:
Tendo em vista mudar a lágrima para sorriso,
Farei tudo que seja preciso...

Fátima Abreu

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário