quarta-feira, 31 de agosto de 2011

LAURA: A QUE TINHA AMOR NO CORAÇÃO


 
LAURA: A QUE TINHA AMOR NO CORAÇÃO

Miranda estava já sem esperanças, seu problema cardíaco piorava dia a dia. O cardiologista lhe dera uma única solução: O transplante de coração.
Para isso, ela ficaria em uma lista de espera para uma doação.
Ela ficava triste de saber que para poder viver, alguém teria de morrer, chegava a ser mórbido isso...

*****************

Foram dois anos de espera, e a notícia chegou numa tarde de inverno, quando Miranda saía da sua lojinha, o celular tocou:
_ Boa tarde, Miranda. Tenho boas notícias: Vá para o hospital imediatamente, pois ficará internada para o transplante, um coração já está a caminho, não perca tempo.
_ Sério, doutor? Conseguiram então?
_ Sim, mas venha o mais rápido que puder, essas coisas tem que ser agilizadas.
_ Ok, vou ligar para Peny, para ela levar minhas coisas para o hospital. Até lá.
Desligou o celular e um 'sorriso amarelo' preencheu seus lábios... É, alguém tinha morrido, e ela teria uma vida normal de novo...
Peny sua companheira, chegou afobada ao hospital trazendo a pequena mala de Miranda.
Miranda abraçou-a e conversaram bastante, até o médico pedir para que Peny saísse, pois já era hora de Miranda ser transferida para o centro cirúrgico.
Peny jogou um beijo no ar, e Miranda acenou e pediu que rezasse por ela, para dar tudo certo.
A cirurgia correu bem, no início Miranda pela tensão, teve que ser medicada, pois estava com uma ligeira alta, na pressão sanguínea...
Passados alguns dias, ela teve alta e Peny a veio buscar. Miranda estava alegre, com as esperanças renovadas, bem diferente dos últimos anos!
Miranda contava sempre com a ajuda de sua companheira Peny, que era enfermeira e cuidou dela durante toda a recuperação com carinho e atenção, nunca deixando passar da hora dos remédios, porque se fosse por conta da própria Miranda, esqueceria, pois ela tinha a memória muito ruim, e era comum encontrar por todo apartamento delas, lembretes colados aqui e ali...

Miranda mudara seu comportamento: Estava alegre, usava roupas mais jovens, falava muito agora, (antes, quase não abria a boca, falando somente o necessário) mudara também os gostos na alimentação, e até no cabelo, deu um corte radical... Parecia outra pessoa, e essa mudança foi notada não somente por Peny, mas também pelos funcionários de sua lojinha.
De vez em quando, ela escutava um comentário de relance:
_ Nossa, como a D.Miranda está diferente, em tudo! Até está falante, antes vivia pelos cantos...
_ É verdade... Melhor assim, está mais alegre, mais simpática!
A conversa parava quando percebiam que ela escutava. Mas ela sorria satisfeita, para os funcionários, estava realmente contente de que eles pensassem assim dela.

****************************

Laura foi sua doadora e de outros também: Tudo que servisse para retirar de seu corpo, e ser doado, foi utilizado. Era esse seu desejo expresso para a família, muito antes de sua morte fatídica...
Laura tinha um coração bondoso, preocupada em ajudar ao próximo, fazia caridade, ajudava aos enfermos como voluntária em hospitais, sua maior alegria eram as crianças, e quando ia ao hospital do câncer, fazia uma festa para elas...
Laura era uma jovem de 24 anos, loira, bonita, alta e esbelta. Tinha um noivo, iria se casar no final daquele ano, mas a fatalidade não deixou...
Quando Laura chegava em casa em seu carro, no final daquela tarde, foi abordada por 2 homens até bem vestidos, mas que lhe roubaram as chaves, o celular e a carteira. Ela não reagiu ao assalto, mas quando virou a cabeça para ver se alguém percebia e a socorria, eles  não pensaram duas vezes e lhe deram um tiro na cabeça, e 'chispando' com o carro de Laura, deixando o corpo caído em frente ao portão da casa.
Seus pais escutaram um tiro e saíram correndo, ao encontrar a filha caída, ainda chamaram o socorro, mas ao chegar ao hospital já estava constatada a sua morte.
Como era o desejo de Laura, que doassem seus órgãos (parecia adivinhar sua morte prematura) a família tratou de realizar isso. Para Miranda foi levado o coração bondoso de Laura.

*************************

Peny ficara feliz com a mudança de sua companheira, mas achava que parecia ter desenvolvido outra personalidade, as ações eram diferentes, um desejo de ser voluntária, vivia agora rodeada de crianças, e era comum encontrá-la brincando nas praças, com elas...
Tudo era muito estranho!
Para Miranda estava tudo ótimo, apenas se preocupava com uns sonhos que andava tendo: Sempre a mesma moça loira, andando  em sua volta...
MAS SABIA QUE ELA NÃO LHE FARIA MAL ALGUM.
Acabou por entender que a moça se tratava de sua doadora.

A pedido de Peny, ela foi se consultar com uma psicóloga, que fez uma sessão de 'regressão'.
Mas a surpresa, era que ela não tinha lembranças suas, e sim de Laura! Inclusive, do momento de sua morte.
A personalidade de Laura vivendo dentro de Miranda era evidente!
O órgão transplantado, continha células que foram geradas pelo DNA  de Laura, e ela estava numa "simbiose", com Miranda totalmente...
Ela leu casos na Internet, parecidos com o seu, e até foi à locadora, alugar um filme com esse tema.
Resolveu então procurar a família de Laura e contar o que se passava, porque estranhamente sentia que agora tinha uma família, também. Ela havia guardado o número do telefone e fez a ligação:
_ Alô, é da casa dos Monteiro? Aqui é Miranda a paciente que recebeu o coração de Laura. Gostaria de poder lhes falar, marcar uma visita, se possível.
_ Ah, bom dia, Miranda! Aqui é a mãe de Laura. Sim, pode vir na sexta, lá pelas 15:00h, está bem?
_ Sim, está ótimo. Até a sexta, então. E obrigada.
_ De nada, minha filha.
Para Miranda, aquilo soou tão familiar...

****************

Ao chegar na casa dos Monteiro, foi recebida com alegria e carinho, pela mãe de Laura D. Dolores.
_ Venha Miranda, te aguardávamos, por aqui, por favor, minha filha...
De novo... Parecia que ela adivinhava o que se passava no interior de Miranda.
Foram dar no jardim, que ficava nos fundos do casarão. Miranda ficou surpresa ao perceber que havia algumas pessoas ali. E disse então:
_ Ah, acho que não cheguei em boa hora, estão com visitas, volto outro dia, então...
_ Não, Miranda, eles estão aqui pelo mesmo motivo que você. CADA UM, RECEBEU UM ÓRGÃO DE LAURA: Olhos, rins, fígado...
_ Quer dizer que esse encontro é proposital?
_ Sim, todos sentem a 'LAURA'  dentro de si..
Perdi uma filha, mas ganhei filhos! E você foi presenteada com o coração amoroso de meu anjo.
Miranda entendia tudo agora:
Laura vivia dentro de cada um, ela estava dentro deles desde a cirurgia, a mensagem era apenas uma:
AMAR AO PRÓXIMO, como ela fez, doando-lhes os órgãos.

Fátima Abreu

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Solidão

SOLIDÃO

NINGUÉM É MAIS SÓ, DO QUE AQUELE QUE NÃO TEM COM QUEM FALAR:
A SOLIDÃO É PLENA QUANDO VOCÊ TEM UM MUNDO A SUA VOLTA,
MAS NÃO TEM COM QUEM PODER SE ABRIR
UMA SOLIDÃO TRISTE, TE FAZ MUITO INFELIZ
MUITOS LEVAM ISSO A DIREÇÕES EXTREMAS
QUANDO NÃO CONSEGUE RESOLVER,
NEM OS PRÓPRIOS PROBLEMAS...
A SOLIDÃO DOS SENTIMENTOS TAMBÉM ENTRISTECE:
SEM PARTILHAR COM ALGUÉM O QUE SE SENTE,
PARECE QUE ELES NÃO TEM SENTIDO...
SEJAM ALEGRIAS, OU LAMENTOS
DEVEM SER OUVIDOS!


MELHOR SERIA ENTÃO VIVER, NO ALTO DE UMA MONTANHA,
DEIXANDO A SOLIDÃO TOMAR CONTA DE VEZ,
TORNAR-SE EREMITA, ASSUMINDO A PRÓPRIA INSENSATEZ...
PARA MUITOS A 'NÃO SOLIDÃO' SE EXPRESSA EM VIVER ACOMPANHADO,
MAS, QUANTAS VEZES MESMO COM ALGUÉM DO LADO, ESTAMOS MAIS SOZINHOS DO QUE NUNCA?
QUANDO QUEM TE ACOMPANHA, NÃO SE IMPORTA COM A LÁGRIMA QUE CAÍ DA TUA FACE,
VOCÊ ENTENDE FINALMENTE, QUE TUDO NÃO PASSA, DE UM GRANDE DISFARCE...
ESTAR SÓ, É FINALMENTE A TUA GRANDE DECISÃO, AINDA QUE ISSO LHE CUSTE A MAIOR DOR NO CORAÇÃO...
FÁTIMA ABREU

domingo, 28 de agosto de 2011

A CURIOSIDADE MATOU UM GATO( FÁBULA )

A CURIOSIDADE MATOU UM GATO...

O gato pardo conheceu o gato magro.
Andavam sempre juntos agora, pela noite afora...
De telhado em telhado, pulavam.
De lata em lata, reviravam o lixo...
Procuravam comida, esfomeados...
Encontraram uma sacola pendurada em um portão;
Com dizeres que o gato magro, não entendia...
Mas o gato pardo, ler sabia...
E disse ao amigo:
_ Aí diz: "AOS GATOS DE PLANTÃO, NÃO MEXAM NESSE LIXO NÃO!"
_ Mas sem tocar, como vamos ficar?
_ Ora meu amigo, isso é coisa de por medo, mas não deve ter nada ali, que me faça desistir!
_ Então vai na frente, que eu olho se vem gente...
_ Está bem, lá vou eu!
E dizendo isso, o gato pardo pulou na tal sacola, rasgando-a sem demora...
O gato magro foi então ao seu encontro. Mas, quando o gato pardo conseguiu abrir a sacola, lá estava uma pistola...
Os gatos se entreolharam assustados. Quem faria tal coisa? Colocar no lixo, uma arma... Só se na casa havia algum assassino, e queria despistar, colocando a pistola, onde ninguém fosse desconfiar...
Isso pensou o gato pardo, e interrompendo seus pensamentos, o outro gato, falou naquele momento:
_ E agora? Se essa arma está carregada, podemos nos machucar... É melhor então irmos embora, já não é boa ideia, aqui ficar...
_ Ora, ora meu amigo está com medo? Pois não tenho medo não...
Dizendo isso, pegou a arma na mão...
Um disparo foi ouvido, e o gato caiu em um só gemido...
O outro gato magro, salvou-se ainda, quando seu amigo gato pardo, caiu ao seu lado...
Triste ficou, com o destino do amigo de andanças, mas agora sozinho, enchia sua pança!
Fátima Abreu

CORAÇÃO


SALTA DO PEITO, APRESSADO, CORAÇÃO...
ÀS VEZES COM MEDO, AMOR OU PRESSÃO.
DÓI TANTOS TORMENTOS,
EXTERNAS PRESSÕES, EM VOLTA...
O CORAÇÃO SENTE!
TUDO GIRA EM TORNO DA EMOÇÃO,
O STRESS DIÁRIO,
NÃO FAZ BEM, AO JÁ DOÍDO CORAÇÃO...

O CORAÇÃO SALTA MAIS UMA VEZ,
QUASE VEM À BOCA!
É O ÓRGÃO DO SENTIMENTO...
CARREGA TRISTEZAS, TEMORES, PREOCUPAÇÕES,
MAS ALIVIA, TENDO TAMBÉM PARA CARREGAR,
A ALEGRIA DE AMAR...

FÁTIMA ABREU


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=197214#ixzz1WK73hFLJ
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

UMA "NOVA ERA" ( CRÔNICA )

 
 
 
Preparação para a Nova Era

Em todas as religiões desde que o mundo é mundo, se fala no fim dos tempos.
Cataclismos de eras em eras houveram, para uma 'limpeza da Humanidade'...
Pelo calendário maia, que é ciclíco, o seu término é em 21/12/2012, quando seria o fim de um ciclo, e começo de outro.
Acredito que haverá mudança planetária sim, haja visto os fenômenos do clima desvairado, o degelo polar, os vulcões em erupção, as placas tectônicas que se deslocam, gerando os terremotos, etc.
Embora discorde, que tenha uma data certa para isso...
Para que a Humanidade não sofra tanto ( certo que, com tais catástrofes, milhares se vão ), devemos nos ajustar física e espiritualmente para tais efeitos.
Gaia ( a Terra ), sente dentro dela, tudo que os seres humanos fizeram de errado, agredindo o meio ambiente e até a atmosfera do planeta, e se revolta frente à esses danos...
Existem seres de luz que estão em volta do planeta, para quando houver essa transição quântica, para uma quinta dimensão, auxiliarem no processo.
Uma nova ordem de comportamento humano haverá em tempos futuros, nada lembrando a Terra de hoje.
Os seres humanos renovados para a quinta dimensão, terão sua hélice de DNA, alterada para 3, além de adquirirem dons como a telepatia e a tecinese.
E certamente será uma nova escala na nossa evolução. Quando Ciência e espiritualidade, finalmente se juntam, para todo bem da Humanidade...

Os ajustes:

* pelo menos tentar, deixar de comer carne vermelha
* beber pelo menos 2 litros de água por dia ( ela canaliza boas energias, além de fazer a renovação celular )
* dormir 8 horas
* desapegar-se de materialismos, ganâncias, visando bons sentimentos
* consumir mais frutas e vegetais
* retirar mágoas do coração, inveja, ódio, pensamentos negativos, e mentalizar somente coisas boas
* fazer pelo menos uma vez ao dia uma meditação, em local que ninguém incomode ( isso energiza nossos chacras e ajuda na cura de várias doenças, até crônicas! )
* fazer sempre uma boa ação para ajudar alguém, é bom para o seu engrandecimento espiritual, além de estar fazendo o que nosso mestre Jesus, ou Sananda (assim chamado na Grande Fraternidade Branca ) nos ensinou: Amar ao próximo.
Não sei se é exatamente nesse dia específico que os maias profetizaram, mas certo é que a Humanidade caminha para a sua renovação. A religião' freia ' maus costumes, é verdade, (mas nem sempre) a mudança tem que vir do próprio ser humano, porque ela também cria medos, e o homem, tem que ter sua capacidade de escolha, é o nosso livre arbítrio!
Quem quiser acreditar, bem, e quem não acredita em nada disso, coberto pelos dogmas das religiões (que não deixam o homem questionar outras opções) que fiquem com sua opinião...
Não tenho religião definida, porque assimilei um pouco de cada uma que conheci, faço a minha própria idéia do ser divino: DEUS.
Me considero espiritualista, e vejo dessa forma, o meu Deus, que é o Deus que habita também em você (Namastê ):
Ele não é um pai que castiga seus filhos pecadores, ( como as religiões acham que devemos temê-lo por esse motivo ) e sim, boníssimo, porque nos dá sempre a chance de nos redimir, e procurar o caminho do BEM.
Somos centelhas do ser divino da deidade, fazemos parte do Criador, porque como criaturas dele, temos sua essência dentro do nosso EU interior.
Preparemo-nos então, para dias futuros, mesmo aqueles que se irão antes( ninguém está livre disso ), da melhor forma possível para o nosso 'PULO QUÂNTICO DA LUZ'.
Uma Nova Era, onde seremos seres com muito mais LUZ!
Fátima Abreu

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=196633#ixzz1W92QyQLu
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives