terça-feira, 28 de abril de 2015

Reflexão: SOBRE O TEMPO CRONOLÓGICO




O problema é que o passado me entristece.
O futuro preocupa.
E o presente incomoda... 

 Penso que a dor seja inevitável. 
O aprimoramento e a evolução dependem disso também. 
A coragem está  em aguentar-se. 
Nem sempre somos o suficiente. 
Entretanto, cada dia nasce para que tentemos. 
Fatias de um grande bolo, chamado planeta Terra. 
Fátima Abreu





quinta-feira, 23 de abril de 2015

O Lugar de Sonho- REPUBLICADO

.

Um lugar perdido no interior da Europa.
As flores enfeitavam toda a extensão dos trilhos do trem, que por lá não mais passava.
Ao fundo, um chalé perdido no tempo.
A ferrovia seguia no caminho das pedras.
Uma vegetação linda, e um aperto no coração:
Era ali, no 'Lugar de Sonho', onde o tempo não passava,
Que a utopia morava...

Fátima Abreu

sábado, 18 de abril de 2015

Feriadão Com Leitura

A Fuga

Capítulo 4:

                   De: Rio de Janeiro - RJ Para: Lavras - MG              



O sol batia forte no vidro do carro. A manhã já ia pelo meio, quando Layla acordou.
Juvenal Rossini estava cansado: Havia dirigido a noite inteirinha. Precisava parar agora.
Estacionou o carro embaixo de uma árvore e como de costume, procurou uma amendoeira.
Layla abriu a porta do carro, esticou o corpo se espreguiçando e disse:
- Bem, estou precisando de um café bem forte!

Rossini respondeu apontando:
- Ali mesmo, na loja de conveniências do posto, podemos tomar nosso café da manhã, minha querida.

Ele a abraçou e foram na direção da loja. Estava realmente faminta!
Comeu pão com presunto, tomou café, abriu um iogurte de morango e por último, comprou um saco de rosquinhas de nata, para ir comendo dentro do carro.
Já Rossini tomou um café com leite, comendo um sanduíche de mortadela.
O que ele precisava mesmo, era dormir...

Pagou o que comeram e Layla escolheu uma revista para levar também.
Depois que saíram da loja de conveniências, Juvenal Rossini olhou ao redor  e percebeu que tinha um motel desses de passagens rápidas, feito mesmo para viajantes, bem pertinho do posto de gasolina.

Disse então para Layla:
- Preciso descansar, princesa. Você dormiu até aqui, eu não... Vamos ficar umas três horas naquele motel. Tiro um sono, você se distraí com a TV, ou usa seu notebook, como quiser...

- Tudo bem. Claro que precisa descansar! Não quero um acidente na estrada...

Foram em direção ao motel e por lá ficaram o tempo necessário para que Rossini tirasse o seu sono.
Enquanto isso, Layla abriu o notebook e verificou as fotos da formatura, postadas pelas amigas de classe, nas redes sociais.
Ficou emocionada. Abriu um dos vídeos compartilhados, e mais choro...
Correu para o banheiro, sentiu uma náusea.
Não era dada a enjoos, estranhou.
 "Ah, de certo teria sido pela gula no café da manhã!
Alguma coisa não deveria ter caído bem." Pensou.

Foi tomar um banho. Notou que as auréolas dos seios estavam mais escuras que o normal.
Estranhou novamente... Estaria com algum problema de saúde?
Quando chegassem ao destino,  a cidadezinha que Rossini escolhera em Minas Gerais, procuraria logo um médico. Tinha de saber o que estava errado com ela.

O celular tocou.  Antes estivera desligado.
Mas, quando Layla viu as imagens da formatura, deixou ligado novamente, caso os pais tentassem entrar em contato para saber o que havia acontecido.
Sim, era uma chamada de casa.
- Alô, filha cadê você? Responda pelo amor de Deus!

- Mamãe não se preocupe, estou bem viva. Vou me casar com Rossini longe do Rio, só isso...

- Só? Você some na noite da sua formatura, ou melhor, foge com esse homem, e me diz que vai casar? Percebe a loucura que está fazendo?

-  Não é nenhuma loucura, sou maior de idade, mãe. Além disso, foi a minha escolha. Não espero que entenda, mas, que me perdoe. Se eu dissesse meus planos, tenho certeza que tentariam impedir...

- Claro que sim! Filha, pelo menos me diga para onde vocês vão. Eu e seu pai queremos manter contato, por favor...

- Sim, mamãe. Vamos para uma cidadezinha do interior de Minas, chama-se Lavras. Assim que estiver acomodada, entro em contato novamente. Deixe que eu ligo, ok?

- Certo, concordo. Então fique com Deus, Layla. E que Ele te abençoe, para que não venha se arrepender do que está fazendo!

- É por minha conta e risco, mamãe. Dê um beijo no papai e diga que me perdoe também. Tchau.

- Tchau, filha.


Layla estava mais sensível do que o normal, e novamente rompeu em lágrimas...
Com o barulho do choro, Rossini acabou acordando. Correu para junto e perguntou angustiado:

- O que houve, minha querida? Está arrependida ou sente alguma coisa?

- Não estou arrependida, somente abalada. Acabo de falar com minha mãe. E sim, sinto que estou diferente, estou enjoada, os meus seios estão com os mamilos mais escuros também, isso é muito estranho...

- Ao chegar em Lavras, vou te levar a um médico. Mas, acho melhor evitar de falar com seus pais agora, isso pode te deixar  muito angustiada... Quando tudo se acertar, você dá notícias. Certo?

- Ok, disse exatamente isso para minha mãe.

Eles se beijaram e logo estavam fazendo amor, como um casal apaixonado em noite de núpcias...




Continua no meu próximo livro...

Fátima Abreu




sexta-feira, 17 de abril de 2015

O Portal- mini conto


Ela espreitava o que acontecia naquele momento:

Dois rapazes e uma moça conversavam animadamente até encontrar uma muralha branca que deveria ter sido pintada de cal.
Diante do trio ela se erguia imponente como uma fortaleza medieval.
Os rapazes avistaram uma porta (ou portal) tão imensa quanto a muralha que a incrustava.
Sem esperar, uma luz branca surgia, vinda daquela porta.
Os rapazes colocaram as mãos sobre os olhos, tal a luminosidade que saía do local.
A moça incrivelmente não fazia isso. Eles se espantaram e um deles a perguntou:
-A luz não dói em seus olhos?
- Não, vocês devem ter fotofobia. A mim, não incomoda nada!
Eles forçaram a porta para tentar entrar, em um ímpeto de curiosidade, e por mais que forçassem de nada valia...
A moça abriu caminho entre eles e apenas empurrou com suas mãos (numa leveza de fada), e a porta instantaneamente se abriu.

A moça entrou e eles ficaram de fora, surpresos com a coragem que a amiga tinha, diante do desconhecido.
Nesse momento, o portal fechou-se novamente.
A moça ficou do lado de dentro,  e eles nervosos, batiam novamente na porta na ilusão que ela se abriria...
Diante deles, surgiram insetos enormes, vindos de todos os lados e cobriram o portal.
Não havia mais nada  a ser feito: Era sem dúvida, um portal que somente um coração puro e destemido poderia entrar.
O de Clarisse.
E a outra moça, que a tudo assistira desde o começo, acordava do sonho*, para mais um dia no mundo sem fadas.

Fátima Abreu



*Baseado em um sonho de minha filha Catarina Abreu

 I love myself, therefore I love totally in the now, experiencing each moment as good and knowing that my future is bright, and joyous and secure, for I am a beloved child of the universe and the universe lovingly takes care of me now and forever more. ~Louise Hay
Link da imagem:

https://www.pinterest.com/pin/550916966893867615/





quinta-feira, 16 de abril de 2015

O Golpe

Capítulo 3:



A formatura do terceiro ano estava chegando. O dinheiro arrecadado durante o último bimestre do colégio, foi dividido em duas partes: Uma para a cerimônia de entrega dos certificados e a outra seria para a melhoria na biblioteca .

Os pais de Layla foram informados do romance da filha com o professor de Educação Física.
Não gostaram desse envolvimento.
Ao primeiro contato com Rossini, seus pais o acharam possessivo e ciumento. Tentando evitar que sua filha futuramente sofresse nas mãos de um neurótico, eles dialogaram para dissuadi-la de levar em frente esse romance. Foi em vão.
E cada vez os encontros eram mais frequentes entre eles.

Quando Rossini soube que os pais de Layla não gostaram dele, sugeriu que fossem embora da cidade juntos.
Eles começariam vida nova como um casal mesmo:
Como professor, encontraria rapidamente emprego em uma escola e ela, poderia continuar os estudos numa faculdade paga.
Expondo isso para Layla, ele disse:
- Vamos Layla. Você é maior de idade, não precisa dar satisfação dos seus atos.

- Mas, deixar tudo para trás, assim... Não sei... Aqui tenho tudo.

- Prometo que nada de faltará, minha querida. Olha, tenho até uma ideia de arranjar dinheiro rápido para nossa viagem. Pensei em ir para outro estado. O que acha?

- Como assim, dinheiro rápido?

- Tenho como pegar o dinheiro da Caixa Escolar, porque sou o tesoureiro. Depois de estabelecidos em algum local, enviarei a quantia na conta do colégio, reembolsando. Seria apenas como um 'empréstimo'...

- Seria perigoso. E se te pegam? Poderá ser preso até! Aí mesmo que meus pais nunca iriam te aceitar!

-Não se preocupe, tenho tudo já na ideia. Só não poderá ficar até o final da formatura, pois será nesse dia que fugiremos juntos. Vou aproveitar o alvoroço no colégio da cerimônia, e abrirei a gaveta para a retirada do dinheiro que seria para a reforma da biblioteca. Depois nos encontramos num local 'x', e dali pegamos meu carro e vamos embora.

- Você tem carro? Só te vejo com a moto...

- Sim, está na casa dos meus pais. Deixo com eles para uma emergência, sabe como é, são 'coroas'...

- Ah, sim... E vai deixá-los para trás também, por mim? Não acho justo. Poderá se arrepender depois.

- Tenho uma irmã. Ela cuidará deles, caso precisem de algo.

- Você faz tudo parecer muito fácil... Não sei...

- Será fácil, confie em mim.

- Ok, vamos ver no que dá. Então arrumo uma mochila com minhas coisas mais precisas e deixo com você no próximo encontro, fica logo dentro desse seu carro. Porque no dia da formatura, não poderia estar com  uma mochila em mãos... Meus pais desconfiariam disso.

- Sim, bem pensado.



******************


Dezembro: Noite quente, como já era verão... A formatura foi no salão de festas do colégio.
Mesas e cadeiras decoradas para as famílias dos formandos dispostas harmoniosamente, e no pequeno palco montado, estava um parlatório para a chamada dos alunos, com microfone e  uma cesta de flores em cada canto.
Uma pista de dança para os alunos foi decorada na quadra de Educação Física:
Colocaram alto falantes potentes, bolas brilhantes pendiam do teto e muitos balões coloridos com as cores da escola: vermelho e azul.

Layla estava muito bonita em especial naquela noite. Teria de ser assim.
Seria sua última noite perto das pessoas que amava e de amigos de toda uma vida...

O professor Juvenal Rossini foi o paraninfo escolhido pela  turma de Layla. Parabenizou os formandos, discursou e foi muito aplaudido, principalmente pelas moças.
Quando a diretora Dorothy, começou a chamar os nomes um a um, para a entrega dos certificados,  Layla recebeu um sinal de Rossini.
Assim que recebesse o seu, ela daria uma desculpa para os pais, como ir ao banheiro...  Dali, sairia para encontrar o professor na esquina, que já estaria com o carro estacionado embaixo de uma amendoeira.

E foi assim:
No ínterim que o professor deixou o palco e saiu, ele foi até a secretaria, abriu a gaveta e  retirou o dinheiro. Dirigiu-se sem ser abordado por ninguém, (pois todos estavam no salão de festas), até o carro. Entrou e deixou a porta do carona já aberta, para receber Layla.

Ela veio em seguida. Ainda enxugando os rosto das lágrimas que teimavam em cair...
Deu beijos nos pais antes de teoricamente se dirigir ao banheiro, e depois saiu com os olhos marejados.

Layla estava grávida e ainda não sabia...

Continua...

Fátima Abreu







quarta-feira, 15 de abril de 2015

Rossini e o Ciúme

Capítulo 2:


Os dias corriam tranquilos e o inverno havia chegado.
A amizade do professor com a aluna, já era notada por toda parte: Desde os alunos até professores de outras disciplinas.
Os comentários estavam nos corredores, na quadra, e finalmente chegaram os ouvidos da direção do colégio.
A diretora foi direto ao ponto, quando chamou  Juvenal Rossini em seu gabinete:
- Professor Rossini, ouvi falar que está dando atenção demasiada à Layla Fantini. Isso pode ser bem constrangedor: Pois como sabe, ela é de menor, além de sua aluna. O que faz fora daqui, não é da minha conta... Mas, não quero mais fofocas sobre isso em meu colégio. Estamos acertados?

- Meu Deus, como esse povo fala! Não tive nada com essa mocinha, apenas nutro um carinho especial. Nunca passou disso. Sei muito bem que faltam ainda dois meses para que ela faça 18 anos...

A diretora interrompeu-o:
- Bem, se sabe, ótimo. Se tem intenção de mais para frente ter alguma coisa com essa mocinha, que seja fora dos olhos das pessoas por aqui. Caso contrário, terei que dispensá-lo.

- Senhora Dorothy, se já acabou, vou me retirar. Entendi muito bem seu recado. Com licença.

- Pode ir.

Ah, mas não há coisa mais interessante que um romance escondido!
E esse diálogo, foi como atiçar doce na frente das formigas: Rossini só ficou mais instigado a partir para a sedução de sua aluna predileta...

Não deu outra: Em dois meses, ele finalmente a levou para a cama. Layla já não era menor de idade.
Mulher dita adulta para a sociedade, poderia se relacionar com quem quisesse.
Entretanto, foram cautelosos para não ativar novamente os comentários dentro de colégio.
Afinal, o professor Rossini não queria ser demitido:
Era seu único emprego e na verdade (mesmo trabalhando dois turnos seguidos), ganhava bem ali.
Colégios de classe média alta, pagam razoavelmente bem.
Também era o professor responsável pela chamada 'Caixa Escolar':
Cuidava do dinheiro arrecadado no colégio, nas festas internas e apresentações exteriores.
Uma espécie de tesoureiro.
Tanto essas festas, como as apresentações de ginástica rítmica fora, (em clubes), era o setor de Educação Física, o responsável.

O ano letivo estava quase no fim, já era fim de primavera e início do verão.
Com isso, as aulas de Ed. Física, eram na piscina do colégio.
Um dia, um rapaz se engraçou com Layla, na aula de natação.
O professor Rossini viu e sentiu o rosto queimar de ciúme...
Não podia agredir um aluno, mas, podia retirá-lo da aula.
Foi o que fez:
- Renato, faça o favor de ir a direção, está fora da minha aula.

- Posso saber o porquê?

- Assediando sua colega de turma, na  frente de todos.

- Professor Rossini, na verdade está é com ciúmes, da sua "protegida"...

- Fora daqui, direto para a secretaria!

- Dói tocar em assuntos proibidos, professor?  Vou, mas, logo estarei de volta...

Rossini lançou um olhar desafiador ao rapaz. Todos os alunos presentes, perceberam que ali havia um conflito declarado.
Layla sentiu-se incomodada com tudo aquilo. Entretanto, manteve-se calada  pelo restante da aula.

A direção chamou o professor logo em seguida. Ele já sabia do que se tratava, claro!
O aluno Renato Ferraz, estava sentado em uma poltrona lateral da secretaria, quando o professor entrou.

Dorothy disse-lhe:

- Então professor, retirou um aluno da aula mandando-o para mim. Posso saber o real motivo?

- Renato estava importunando uma de minhas alunas, e foi até abusado falando obscenidades ao seu ouvido.

- Essa aluna seria Layla Fantini?

- Exatamente. Não pelo motivo que esteja pensando... Eu  o enviaria para cá, fosse qualquer uma delas.

- Bem, isso eu já não sei. Enfim, espero que não mostre mais publicamente, sua defesa em relação à essa aluna. O professor sabe que os comentários poderiam ressurgir... Então, quanto à Renato, já foi avisado para não criar mais problemas com Layla, pois caso contrário, teríamos que dar-lhe uma suspensão.
E o senhor, queira comportar-se de forma normal perante sua classe. É meu último aviso.

-Certo, entendi.

A diretora mandou que Renato Ferraz fosse para sua próxima aula na classe, e pediu que Rossini ficasse ainda por mais um instante na secretaria.

- Fora isso, quero lhe perguntar se já fez a contabilidade de nosso bimestre. Quero saber quanto temos para uma nova obra no colégio durante as férias de fim de ano... Pretendo aumentar a biblioteca e seu mobiliário, também colocar mais notebooks disponíveis para consulta.

- Sim, vou mostrar-lhe amanhã, pode ser? Os dados estão em minha casa. A chave da gaveta do dinheiro, também.

- Certamente. Agora pode ir para sua outra turma, que já o aguarda na piscina.

Ele assentiu e saiu fechando a porta bem devagar...


Continua...

Fátima Abreu









terça-feira, 14 de abril de 2015

CAFÉ: O PRETINHO QUE SATISFAZ!

Hoje, 14 de abril:   DIA DO CAFÉ




 Recarregue suas baterias com um bom cafezinho!
Tem gente que lava as mágoas no álcool e alguns vão para outros coisas.
Também aqueles que comem em exagero, outros que compram muito... Eu tomo café!




 बक


CAFÉ: O PRETINHO QUE SATISFAZ!


Um amigo para todas as horas:
Quando você ri ou chora.
Ele tem vários acompanhamentos:
Creme, açúcar, leite, baunilha, canela...
Mas, prefiro o pretinho expresso.
Nada melhor que o aconchego, que traz o meu "negro"... 
Toca minha boca, bem quente...
Levanta um calor!
Ainda me inebria com seu aroma sem igual...
Café para mim, acompanhado de um livro:
Não há momento mais especial!

Fátima Abreu




segunda-feira, 13 de abril de 2015

Layla

 Capítulo 1


Era uma tarde fria de fins de outono e começo de inverno.
A quadra estava lotada de alunos do secundário fazendo sua Educação Física semanal.
O jovem professor não era muito alto, media em torno de 1,70m.
Cabelos muito negros e que eram  maiores do que os cortes atuais.
Ele chamava atenção pelo corpo malhado e pelo sorriso largo e espontâneo que tinha, mas, desfocava com um nariz aquilino.
O nome dele era Juvenal. Tinha preconceito com o próprio nome.
Claro! Dizia ele: Que ideia dos seus pais, numa época que se tinha vários nomes (até estrangeiros a escolher), colocar um bem antigo e sem graça como esse!
Quando apresentado a alguém, usava o seu sobrenome italiano que era bem mais charmoso: Rossini.
Entre as alunas ele era o Prof. (gato) Rossini.

Chegava sempre como sua moto, e encantava as adolescentes que estavam com os hormônios explodindo...
Havia uma em especial que ele prestava atenção:
Uma baixinha de cabelos castanho escuros, que cobriam seus ombros e de olhos castanhos tão claros, que beiravam a cor de mel. O que tinha de bonita, tinha  de enroladora:
Não gostava de fazer Educação Física, porque na maioria das vezes, eram esportes, o que para uma pessoa baixinha como ela, ficava difícil...
Ela preferia a ginástica e de preferência, a rítmica.
Somente em dias de ginástica ela fazia aula.
O professor percebendo isso, um dia a chamou num canto e disse:

- Mocinha o que você tem contra os esportes? Percebi que responde a chamada e depois vai saindo de mansinho, e fica lá pelo banheiro até terminar a aula de Educação Física... Já em dias de ginástica, você faz a aula inteira e sorridente...

- Professor Rossini, não sei se já percebeu que sou a segunda mais baixinha da turma... Não posso ir bem nos esportes desse jeito. Perco todas as bolas e acabo ouvindo aqueles risinhos por trás... Não quero ser motivo de chacota da turma, ora! Já a ginástica me faz bem, modela o corpo e não passo constrangimentos...

- Seu corpo já é bonito não é a ginástica que o modela. Mas, se sente constrangimento nos esportes vou dar outra tarefa apara que faça: Em vez da aula prática que tanto detesta, e para não ficar sem fazer nada, fará um trabalho escrito sobre cada modalidade ao fim de cada bimestre. Só assim posso dar uma nota sem estar encobrindo seu problema.

- Obrigada professor, pela sua ideia. Fico tão aliviada com isso! É muito chato ter que ficar no banheiro esperando a aula terminar, todas as vezes que é um esporte... Garanto que meus trabalhos vão ser bem detalhados, para merecer uma boa nota.

Ele assentiu e voltou para a quadra. A jovem ficou sentada numa parte da arquibancada, tirando um caderno da mochila, para anotar tudo sobre  basquete, que era a aula daquele dia.

O professor apitou  no fim da aula e pediu que todos fizessem um círculo em volta dele, antes de irem para os banheiros.
Queria anunciar que a jovem Layla, estava como "assistente" em suas aulas de esporte: Assim, faria sempre um relatório sobre cada modalidade para apresentar à turma.
Dessa forma, justificava que ela não fizesse a aula prática, mas, que montasse um trabalho teórico para ser apresentado em sala de aula.

A turma foi dispensada e depois no vestiário do banheiro feminino, a conversa rolou solta...
Uma das moças perguntou para Layla:
- Como conseguiu ser a "assistente" do professor?  Enfim, ficou livre dos esportes que tanto detesta!
E ainda vai dar aula teórica para nossa turma. Que sortuda!

- Ah, mas as aulas que vou apresentar, serão para ganhar minha nota. Vocês terão as suas, pela prática. Dá no mesmo!

- Não sei não... Estou achando que o professor tem uma 'quedinha' por você. Ele não é tão mais velho assim...Outro dia, ele comentou na aula, que tinha 24 anos. Você tem 17 para 18... Logo vai estar maior de idade.

- Nossa, como você imagina coisas que não existem! Agora chega desse assunto, Stella.

Entretanto, a 'pulguinha atrás da orelha' de Layla ficou:
" Será que o gato do professor Rossini, estava mesmo prestando atenção nela?"

Continua...

Fátima Abreu

domingo, 12 de abril de 2015

AS REDES SOCIAIS ( ARTIGO )

 

 Reeditado

As redes sociais

 Alguns anos atrás, nunca alguém poderia imaginar o fenômeno que seria Internet. E com ela, a vinda das redes sociais.
Uma explosão comportamental que vai desde pessoas ociosas que nada tem a fazer, até aqueles que trabalham por todo o dia, e quando chegam em casa, vão direto ao pc:
Geralmente dar uma espiadinha nos recados, postar suas fotos e vídeos, jogar on line, bisbilhotar o perfil alheio e "outras coisinhas mais"...

Fato é, que elas cativam: Fazem mães criarem perfis, para tomar conta das amizades dos filhos, pessoas divulgarem seu tipo de trabalho, criar mensagens "fofinhas" para ocasiões especiais ou não...
Mas, tem aquelas redes que tiveram um bom começo, e hoje estão 'apagadinhas', beirando o esquecimento...
E há aquelas em plena ascensão!
Só posto qualquer coisa minha, em apenas 3: Google + Twitter , Facebook+ Fan Page

Ficava 'por conta', quando queria acabar com um perfil, e vinha sempre aquela perguntinha básica, para incomodar:
"TEM CERTEZA QUE QUER DELETAR SEU PERFIL?"

Ora, se é o que quero! E aqueles  que mesmo deletando aparentemente, continua a ser acessado pelos visitantes? Já aconteceu com o BA...
Eu deletei 2 vezes, os 2 perfis que tinha por lá, e continuam, como se eu nunca tivesse feito isso!
E ainda enchem a minha caixa de e-mail com suas mensagens, tipo:

"FULANO E MAIS TANTAS PESSOAS, QUEREM CONHECER VOCÊ"
"VEJA QUANTOS SÃO COMPATÍVEIS COM SEUS GOSTOS"

E mesmo no meu perfil, estar como CASADA, os homens insistem em enviar mensagens com as 'cantadinhas' que não me agradariam nunca!


Mas, voltando ao assunto principal: AS REDES SOCIAIS.
Nelas, podemos encontrar o BEM e o MAL também, porque muitos utilizam dessa ferramenta para divulgar campanhas, religiões, pedidos de ajuda para pessoas que precisam e outros, mas há os que criam preconceitos, atitudes hostis, pornografia, violência...
Para finalizar:
As redes sociais são um modismo que não se sabe até quando vai, ou se ficará para outra geração cultivar também.
Mas, vamos combinar: Tem muitas chatices, principalmente quando você não consegue ficar livre daqueles que ficam te convidando para joguinhos e aplicativos que não te dizem nada, nem tão pouco você tem tempo para ficar "montando"...
Existem também várias "tribos urbanas", tipos de pessoas de temperamento extremamente oposto, que se servem das redes para seus objetivos ou para superar a falta de comunicação no mundo real com seus semelhantes.
Muitos são 'nerds' que não tem vida social, outros, são 'pegadores' em busca de aventuras...

Bem, eu fico com as 3 redes atuais, porque certos amigos e parentes nelas estão, e gosto de manter contato, além de divulgar meus trabalhos literários.
Embora esteja já cheia de todas elas...
Saudades do tempo que as pessoas falavam mais umas com as outras, no portão, tomando 'uma fresca' em dias de verão...

FÁTIMA ABREU

10 DICAS PARA A MEMÓRIA

Bem, acho que os amigos e leitores do meu blog, já sabem do meu problema de lapsos de memória.
Andei pesquisando e fiz esse texto, porque há pessoas com problemas de memória por motivos diferentes:
* estresse
* problemas neurológicos
* uso contínuo de remédios antidepressivos ou calmantes tarja preta
* herança familiar
* falta de fósforo na alimentação
* fadiga mental

Existem alguns cuidados para diminuir tais episódios de esquecimento ( o chamado " branco" ):

1- Jogos inteligentes de lógica, palavras cruzadas e desafios de raciocínio
2- Fugir do isolamento social. Unir-se a algum grupo, fazer um curso ou simplesmente reunir-se a um conjunto de amigos que tenham interesses em comum para sair, passear, etc...
3- Alimentação correta: Vitamina B12 e fósforo: peixes, carnes, leite e derivados, ovos, etc...
4- Atividades físicas: dança e caminhada são ótimas opções!
5- Foco: Concentrar-se em uma coisa de cada vez.
6- Estratégias básicas: Agenda, quadros de avisos visíveis, lembretes na geladeira, no celular, etc...
7- Relaxamento: Respire fundo, medite um pouquinho todos os dias, ouça música suave, tenha pensamentos positivos.
8- Leitura e escrita sempre:  leia de tudo um pouco, como: revistas, jornais, livros, até gibis! Escreva seus pensamentos, ideias e memórias em um diário ou caderno.
9- Dormir bem: pelo menos 8 horas por noite, seria o ideal.
10- Divertir-se: sair, passear, tirar um tempo para a natureza, as coisas simples da vida, que devem ser apreciadas.

Fátima Abreu

Obs: Acho que é por não fazer alguns desses itens, que o meu problema se agrava...
"Casa de ferreiro, espeto de pau", já diz o ditado...
Ou: " Faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço"

10 CARACTERÍSTICAS DOS HOMENS QUE AS MULHERES NÃO DEVEM FICAR:


(ARTIGO FEITO EM 2010)



NO ESPAÇO DE UM ANO E MEIO, FIZ CERTAS OBSERVAÇÕES, ALGUMA COISA, POR PRÓPRIA VIVÊNCIA DOS FATOS NO PASSADO...
OUTRAS, POR CONHECIMENTO DE PESSOAS QUE ME PASSARAM SUAS EXPERIÊNCIAS, CONTANDO SEUS MOMENTOS...
E NESSAS OBSERVAÇÕES, COLOQUEI AQUI 10 ITENS:

I- O HOMEM "PEGADOR": 

ESSE, QUER TODAS AS MULHERES, INDEPENDENTE DE APARÊNCIA FÍSICA, MORAL, RELIGIOSA, ÉTNICA...
QUER SIMPLESMENTE TER TODAS AO SEU ALCANCE, PARA DEPOIS DE CONSEGUIR O QUE TANTO QUER...
E EXIBIR-SE ENTÃO, PELOS BARZINHOS DA VIDA, CONTANDO AOS AMIGOS, AS EXPERIÊNCIAS VIVIDAS...

II- O HOMEM "APAIXONADO/MENTIROSO": 

AQUELE QUE SE MOSTRA MUITO APAIXONADO NO INÍCIO, DEPOIS REVELA-SE UM CAFAJESTE, PULANDO FORA DEPOIS QUE CONSEGUE
TUDO QUE QUER, DA MULHER QUE CAIU EM SUA LÁBIA...

III- O HOMEM "TROGLODITA": 

É O HOMEM QUE TEM MUITA MASSA CORPORAL E NENHUM RACIOCÍNIO EMOCIONAL...
APENAS QUER A MULHER DE OBJETO SEXUAL...
QUANDO ESTÁ NA CAMA, É SELVAGEM, E NÃO FAZ CARINHOS, NÃO QUER BEIJOS... APENAS FORNICAR E NADA MAIS ALÉM DISSO...
ACABADA A RELAÇÃO SEXUAL, ELE VAI EMBORA...
E QUANDO CRUZA COM A PARCEIRA NA RUA, FAZ QUE NEM A CONHECE, EM DESPREZO TOTAL PELA MULHER QUE ESTEVE ANTES, NA CAMA COM ELE...

IV- O HOMEM "CHICLETE" OU "CARRAPATO": 

SÃO AQUELES QUE ACHAM QUE TEM POSSE TOTAL SOBRE A MULHER QUE ESTÃO SE RELACIONANDO NO MOMENTO, E NÃO QUEREM SE DESGRUDAR...
QUEREM SABER O TEMPO TODO ONDE ELA ESTÁ, COM QUEM ESTÁ, E O QUE ESTÁ FAZENDO...
OLHA AS MENSAGENS DO CELULAR DELA, E SE POSSÍVEL FOR, CONTROLA SEU PC TAMBÉM...
QUEREM EXCLUSIVIDADE TOTAL!
E QUE ELA SE DISTANCIE DAS AMIGAS E AMIGOS, PARA DAR ATENÇÃO SOMENTE À ELE...

V- O HOMEM CASADO: 

ESSE É O MAIS COMUM DOS CASOS: O HOMEM CASADO QUE QUER VIVER AVENTURAS PARA SAIR DA ROTINA DO CASAMENTO...
GERALMENTE PROCURAM EM TODOS OS LUGARES:
MAS ATUALMENTE, A INTERNET FACILITOU EM MUITO ESSE TIPO DE RELACIONAMENTO...
E ELES QUEREM, SE POSSÍVEL, QUE A NOVA AMANTE, ARRUME UMA AMIGA, PRIMA, CONHECIDA... QUE QUEIRA PARTICIPAR DE UMA TRANSA À TRÊS...

VI- O HOMEM "FOLGADO": 

O TIPO DO HOMEM QUE É UM VERDADEIRO VAMPIRO...
ELE TOMA TUDO QUE PUDER, DA MULHER COM QUEM ESTÁ, GERALMENTE ESTÁ DESEMPREGADO...
ARRUMA UMA MULHER CARENTE DE AFETO, A CONQUISTA, E, EM POUCO TEMPO VÃO MORAR JUNTOS...
E ELA, ACABA SUSTENTANDO O CAFAJESTE...
E AINDA NÃO DÁ TUDO QUE ELA QUER NA CAMA, SEMPRE DEIXA A DESEJAR...

VII- O HOMEM GENTIL DEMAIS: 

ESSE É MUITO ESPECIAL:
ELE "BANCA" TUDO, AGRADA A NOVA CONQUISTA...
DÁ PRESENTES, A CONVIDA PARA SAIR...
DEPOIS QUE CONSEGUE TUDO QUE QUER, PASSA A DAR DESCULPAS POR NÃO ESTAR TÃO PRESENTE MAIS... DIZ QUE O TRABALHO ESTÁ TOMANDO TODO O SEU TEMPO...
TUDO COM MUITA GENTILEZA, ATÉ ELA DESISTIR DELE, PORQUE ELE NÃO TEM TEMPO MAIS PARA ELA...

VIII- O HOMEM QUE QUER MULHER DE IDADE DIFERENTE: 

ESSES, QUEREM BEM MAIS NOVAS ( QUANDO TEM MAIS DE 40 ), E OUTROS MAIS JOVENS, ( ENTRE 19 E 25 ANOS ) QUEREM AS MAIS EXPERIENTES, ( GERALMENTE DE 38 À 50 ANOS ), PORQUE A DIFERENÇA DE IDADE, É UMA NOVA MANEIRA DE CONQUISTAR, PARECE QUE SE ACHAM OS DONOS DA SITUAÇÃO E QUE SÃO PODEROSOS...
QUE CONSEGUEM LEVAR PARA A CAMA, MULHERES DE IDADES DIFERENTES DAS DELES, COMO SE ISSO OS EXCITASSE AINDA MAIS...

IX- O HOMEM INTERESSEIRO: 

AQUELE QUE ESTÁ EM MÁ SITUAÇÃO E SE "PENDURA" EM UMA MULHER QUE ESTÁ MUITO BEM DE VIDA, MAS SÓ...
E FAZ SEUS "SERVIÇOS SEXUAIS", EM TROCA DE COMPLETA ATENÇÃO AOS SEUS CAPRICHOS: COMO SUSTENTÁ-LO, FAZER COMPRAS PARA ELE, PAGAR SUAS CONTAS PENDENTES...

X- O HOMEM "PROBLEMÁTICO": 

AQUELE QUE TEM APARENTEMENTE FOBIAS, SÍNDROME DO PÂNICO, PSICOLOGICAMENTE DESEQUILIBRADO...
EXISTEM MULHERES, QUE GOSTAM DE HOMENS ASSIM ( PASMEM !)
COMO SE PUDESSEM CUIDAR DELE, E FAZER COM QUE ELE MELHORE DE SEUS PROBLEMAS...
E ASSIM, CAEM NAS GARRAS DELE... QUE CONQUISTA PRIMEIRO A ATENÇÃO DELAS... DEPOIS, A CAMA.. E POR ÚLTIMO A VIDA, FAZENDO UM VERDADEIRO ESTRAGO!
FINALIZANDO, EXISTE AINDA UM TIPO DE HOMEM QUE NÃO CONSEGUE NUNCA, DEIXAR DE FALAR DA EX...
ISSO IRRITA DEMAIS, A ATUAL...
ELE AINDA DIZ QUE A EX, É SUA MELHOR AMIGA, QUE A EX, FAZIA ASSIM...
E ACABA POR FICAR SEM MULHER, POR SER BURRO!
MAS OS HOMENS SÃO NECESSÁRIOS.
AMO AOS HOMENS... INTENSAMENTE...
AFINAL, MESMO COM TANTOS DEFEITOS, ( E AS MULHERES TAMBÉM OS TEM), SÃO MARAVILHOSOS!
MACHOS DOMINANTES DO PLANETA TERRA... PRECISAMOS DE VOCÊS!!!

Fátima Abreu

quinta-feira, 9 de abril de 2015

NOS BEBEMOS -SENSUAL



NOS BEBEMOS

Inebriada, embriagada por ti
não consigo mais fugir
o sentimento me faz queimar por dentro...
inebriada, embriagada de ti
não consigo mais imaginar
sem no teu corpo estar...
inebriada, embriagada de ti

deixo meu corpo entregue aos caprichos teus
faça a tua vontade, em mim, o desejo arde!
embriagada, inebriada
qualquer palavra que exprima
o calor que sobe nas veias,
o corpo serpenteia...

se embriaga de mim
embriagado, inebriado
não vai deixar mais o meu abrigo
a cama quente que te recebe
os lençóis molhados de prazer
e o desejo intenso
que eu te faço ter...

FÁTIMA ABREU

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Madura

Primeiro uma prece:

Paizinho do céu, abençoa todas as almas que sofrem com mágoas e retira o véu negro de seus corações, que estão encobertos por tal sentimento.
Boa noite queridos amigos.
Que a luz e paz de espírito chegue ao seu lar!
Assim seja, com a graça de nosso Criador.
E como Centelha Divina que somos, Ele nos conforte nos momentos de tristeza e solidão da alma escaldada de sofrimento.
Fátima Fatuquinha Abreu


Agora, o que houve hoje:

A vida nos testa a todo momento. Fato.
Entretanto, coisas inusitadas acontecem...
Nós podemos ter a melhor das intenções, e ter gente para desconfiar delas.
Tomo isso, como pessoas sofridas que já levaram muitos golpes e em consequência, ficam cautelosas de confiar nos sentimentos alheios.
Prefiro pensar assim, do que me chatear com palavras agressivas.

Quem me conhece, sabe que sempre tenho realmente a melhor das intenções quando me ofereço para ajudar alguém, seja na vida cá fora ou virtualmente.
As pessoas do Rio (do Irajá) que me conhecem muito bem, porque fui criada lá, e estão no meu  facebook, as de Itaguaí, igualmente sabem como sou. (Somando as poucas daqui de Maricá que também me conhecem nesses 7 anos que aqui estou).
Enfim, os meu amigos e vizinhos de várias épocas.

Mas (e como digo, sempre há um 'mas'), tem pessoas que se surpreendem e acham que estou querendo passar por anjo!
Sabem o último desaforo que sofri, não bastasse ser chamada de pobre e brega tempo atrás?

VOU COLOCAR COM TODAS AS LETRAS:
"Você já deve ser bastante "Madura" para ser "Anjo", vestir uma Personagem."

A minha resposta? Essa:
"Não sou anjo amigo, sou exatamente isso: Madura.
E pela minha experiência de vida, tento passar energia positiva a outros... Só isso. Ser espiritualista é saber conviver com erros e acertos, e aceitar com conformidade as situações da vida. Inclusive quando são agressivos conosco..."

Então, era isso que queria mostrar: A desconfiança das pessoas chega a tal ponto, que são ríspidas!
Eu perdoo, pois a minha religião é o amor à Deus, e seu Filho Jesus, que nessa passagem mostra, Mateus 18:

21 Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?"
22 Jesus respondeu: "Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete.


Ah, descobri que ele estava seguindo esse blog.
E ainda me disse ainda agorinha: Que eu não devo ser muito certa mesmo e que sofro de rejeição!
Vejam se pode isso! Essa pessoa me agrediu verbalmente, sem saber como sou...
Se me conhecesse pessoalmente, nunca faria tal coisa:
Não sou nenhum anjo, mas, uma pessoa totalmente da Paz.
Pior que  isso, só cego que não quer enxergar.


Fátima Fatuquinha Abreu

 Comentário no fb:
Fatima Nunes Realmente você é uma pessoa madura, que sabe o que quer, e apesar de todo o sofrimento que a vida lhe impôs, você não perdeu o seu jeito meigo de ser. Você é especial.

Dia(s) 8 de abril...
Casei nesse dia, na primeira vez.
Minha avó paterna (a portuguesa Emília), morreu também  em um dia 8 de abril. 
Tenho duas pessoas conhecidas de anos, que fazem aniversário também hoje.
E finalmente: O dia em que quase saí da minha paciência e tolerância...

terça-feira, 7 de abril de 2015

A CHUVA II


Cai lá fora, a chuva que não me deixa sair de casa...
Não quero enfrentar pela frente, poças de água suja, lama, motoristas imprudentes...
Sem falar no perigo da rodovia, em dias assim.
Pedestres como eu, tem que tomar todo cuidado:
São dias como esse, que carros derrapam, fazendo um grande estrago...

A chuva me incomoda muito, sei que é necessária para tudo, mas ainda assim, deprime...
Dias assim, fico ansiosa, sem muita alegria,
Prefiro dias de sol, para colorir minha vida
O Sol representa, a beleza que nosso Sistema, exprime...

Não sairei até que a chuva se acabe!
Mesmo tendo o que fazer, lá fora.
Olho agora da janela:
Teclando em espera...

Ainda que no momento, ela seja para mim, vilã,
Faço uma pausa, e reflito sobre ela:
Nada melhor, do que deitar ouvindo a chuva bater no chão, e falar sobre isso também, aqui na minha tela...

Fátima Abreu


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=195197#ixzz1UdzTVO5F
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Descortinando O Quadro De Gustave Caillebotte



Ali, na imagem retratada por Gustave Caillebotte, as muitas épocas vinham todas de uma vez:
Desde a Belle Époque, aos anos 50
Muitos não perceberam isso.
No cenário europeu nada mudava muito...
Podia-se apenas notar pela diversidade do vestuário.
Mas, uma única peça se igualava e a isso denunciava:
Os guarda chuvas tão atuais!
Em cada mão que os segurava, uma  história de vida a ser contada...
Alguns tristes, deprimidos, sem muita esperança.
Outros, alegres e festivos.
Entretanto, cada coração que pulsava na rua,
De pedra, calçada,
Tinha um único ensejo:
Chegar ao lar.

                                                                                          Fátima Abreu

segunda-feira, 6 de abril de 2015

BOA TARDE, MEU AMOR!

Boa tarde, meu querido!
Meu doce,
Está trabalhando muito?
Esse corre corre
Não te deixa descansar!

Passei aqui só um minutinho
Deixa que eu te dê um beijo
Ninguém vai olhar
Será discreto, eu prometo:
Nada que te faça despertar...

Será assim... rápido!
Para que ninguém note
Afinal está cercado
Por toda parte...

Um suspiro ao ouvido
Deixa eu te dar
Só para fazer um carinho
E você me desejar...

Agora vou.
Só quero que saiba,
Que estarei em casa
Para te amar...
À noite, quando voltar.

Será um amor delirante:
Coberto por todo o meu desejo,
Esse, que me deixa úmida
À espera de teu beijo...

FÁTIMA ABREU



domingo, 5 de abril de 2015

Sons Naturais




Venta... Chove e chove...
E tudo vai levantando do lugar.
Água e Ar.

A madrugada toda assim...
E o vento no seu ruído costumeiro:
Uuuuu...
Acordava a vizinhança.
Qual barulho suposto de conto fantasma.
A chuva descia forte, depois amansava,
Caindo devagar:
Xuuuu...

Água e ar nesse ciclo.
Elementos da natureza.
Sons que embalavam uns, mas, deixavam outros acordados:
Alternados o tempo todo...
Numa sonora madrugada. 

Fátima Abreu


Rain Doesn't Lie! by Jill English | 16"w 24"h | Original Art | https://www.vangoart.co/jillenglish/rain-doesn-t-lie

INCÓGNITA



                                                       NASCE SIMPLES: SINGELA




                                             NASCE DO INÓSPITO: PERSISTENTE



          NASCE DIFERENTE NO MEIO DAS DEMAIS, SOLITÁRIA:  INTIMISTA



Bom Domingo de Páscoa a todos!
Para você, o que a frase significa?

'CRER É ALGO SINGELO, PERSISTENTE E INTIMISTA.'

Essa frase foi me dita em plena madrugada, ao ouvido, e repetida  várias vezes. A entidade ainda disse que eu teria que escrever para não esquecer...
Ora, quem quiser acreditar que acredite, para mim não há a menor dúvida.



se sentindo esperançosa.

sábado, 4 de abril de 2015

OBSERVADORA

Observadora

E do cantinho da janela, eu olhava apreciando o vai e vem acelerado das pessoas.
Era quase como uma contemplação.
Humores diversos transpareciam no semblante daqueles transeuntes.
Sim, havia cor naquilo tudo.
Também vozes e odores.
Um murmúrio de um com outro, eu podia notar.
Era um vem lá, vem cá...


Eu ali, era realmente uma observadora do mundo diário.
No meu cantinho ficava imaginando a história de vida de cada um que passava.
Podia quase sentir como eles:
O riso ou a tristeza estampada...
Os meus olhos cintilavam extasiada:
Uma próxima poesia ou um conto, segundo a minha inspiração.
Apenas tinha uma certeza:
Seria escrita com coração.

"Observadora

E do cantinho da janela, eu olhava apreciando o vai e vem acelerado das pessoas.
Era quase como uma contemplação.
Humores diversos transpareciam no semblante daqueles transeuntes.
Sim, havia cor naquilo tudo.
Também vozes e odores.
Um murmúrio de um com outro, eu podia notar.
Era um vem lá, vem cá...

Eu ali, era realmente uma observadora do mundo diário.
No meu cantinho ficava imaginando a história de vida de cada um que passava.
Podia quase sentir como eles:
O riso ou a tristeza estampada...
Os meus olhos cintilavam extasiada:
Uma próxima poesia ou um conto, segundo a minha inspiração.
Apenas tinha uma certeza:
Seria escrita com coração.

@[100005983329528:2048:Fátima Fatuquinha Abreu]"Fátima Fatuquinha Abreu

sexta-feira, 3 de abril de 2015

FILMES DE ANIMAÇÃO SELECIONADOS PARA QUEM GOSTA DE ASSUNTOS RELACIONADOS À MISTÉRIOS ANTIGOS, ESPIRITUALIDADE, ESOTERISMO, ETC...


ELE e os Amores de PAPEL

Ele queria transformar o mundo em amores de papel.
Cortados ou moldados como origami.
Com nuances coloridas e flores...
Foi deixada a mensagem.
Cartas para serem abertas.
Porém, alguns pegaram e moldaram do seu jeito, conforme seus interesses...
Depois... A História seguiu sozinha.
E os amores de papel, ficaram apenas escritos.
Poucos os entenderam realmente...









NOTA:

Os temas são bem fortes e abrangentes. Se  não tem muita "cabeça" aberta para assistir, melhor esquecer...

                                         ********





  O coração nos leva até onde nos sentimos completos. Não tentem converter outrem a sua crença. Todos os caminhos levam ao Criador. 
 A minha religião é a do amor a Deus e ao meu próximo; Portanto, respeito a todos. Assim como, quero ser respeitada. 
Isso me basta.


FÁTIMA ABREU

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Amigos: Pérolas que Saem da Concha, para dar Felicidade aos Demais...








 Ontem recebi antes de dormir esse vídeo da minha queridíssima Claudia Santos.
Não que fosse pelos Vigilantes do Peso (até porque, peso menos de 45 kg), mas, pela motivação de que não desisto das minhas coisas e de sonhos nutridos a muitas lágrimas e dor.

Quem sabe o vídeo também não te pertença? Dê só uma olhadinha como é bom.

 NOTA:

    Eu e ela temos uma amizade de anos já, fizemos um conto juntas, falamos pelo telefone, chat, e agora também  pelo "zap"... Nossa esperança é um dia nos conhecermos pessoalmente e colocar a conversa em dia. Temos muito em comum: Poesia, dores,  vida simples, e por aí vai...

   E acho que pela motivação, essa noite tive um sonho inspirador que certamente dará um conto, ou quem sabe, até meu próximo livro...  
Beijos amiga irmã, Claudia Santos!

É uma pérola essa minha amiga. Não sei se cor de rosa ou branca... Mas, é!




quarta-feira, 1 de abril de 2015

HOJE: DIA DA MENTIRA


Primeiramente as origens:

Dia da mentira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Há muitas explicações para o 1 de abril ter se transformado no dia da mentira, também conhecido como dia das mentiras, dia das petas, dia dos tolos (de abril) ou dia dos bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França.[carece de fontes] Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de março,[carece de fontes] data que marcava a chegada da primavera.[carece de fontes] As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.1
Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.
Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fools' Day, "Dia dos Tolos (de abril)"; na Itália e na França ele é chamado respectivamente pesce d'aprile e poisson d'avril, literalmente "peixe de abril".
No Brasil, o primeiro de abril começou a ser difundido em Minas Gerais, onde circulou A Mentira, um periódico de vida efêmera, lançado em 1º de abril de 1828, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.
Na Galiza (Espanha) o dia é conhecido día dos enganos.

*******************************************

 Levantar falso testemunho é uma coisa grave... Mas, uma mentirinha florida, é melhor que uma verdade doída! Primeiro de Abril: Dia da Mentira


As opiniões são sempre de que a mentira é uma coisa feia. 
A religião contribuí para isso, claro. 
Criamos nossos filhos dizendo que mentir é errado: Quem mente não terá a confiança dos outros.

Certo. Isso é o que maioria da população mundial pensa.
Entretanto, os restantes, mentem por alguns motivos:
Necessidades graves que exigem isso.
Doença ( impulso para a mentira incontrolável)
Não ferir os sentimentos das pessoas que estima.
Esconder algo muito terrível e que poderia gerar o caos.

E no primeiro de Abril, somente para brincar. 
Não falo mentiras, meus pais me educaram assim. Das poucas vezes que falei (se umas 3) foi no primeiro caso citado acima: Necessidade grave que exige isso.

Agora, quanto a contarem para mim, eu sinceramente não me importo.
"Mãe, está doida?"
Minhas filhas me perguntaram isso também outro dia.

A minha resposta é simples:
 "Prefiro uma mentira florida, do que uma verdade doída."

Elas não conformadas, disseram mais ou menos isso:
"Você não mente. Como pode aceitar uma mentira?"

Eu:
"Já me magoei tanto nessa vida, tantos sofrimentos, que não me permito mais ter alguma notícia ou saber de algo que abale minhas estruturas e saúde. Prefiro ser enganada para um bem maior. 
Assim, na minha ilusão, serei feliz pelo menos pelo tempo que andar ainda nesse orbe terrestre."

Os leitores(as) podem abominar o que digo, mas, sinceramente, não me preocupo com o que pensam. 
Sou maluquinha do meu jeito. E me permito isso.

Fátima Abreu