quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Dueto sensual: Acordando

“ Acordou radiante como sol. Rígido como a linha  do tempo. Esplendoroso como a lua cheia. Procurou a gruta para se aconchegar e tomar banho do líquido divino. Chorar de prazer. Decepção.”

JDM

Decepção mútua, porque a gruta sem ele, estava oca...
Pois ela também fica triste:
É com ele, que os dias e noites se tornam alegres, com prazeres supremos, que parecem não ter fim...
Ele a procurou no despertar.
Ela o queria desde o anoitecer.
É que a bainha foi feita para espada.
Razão para assim tudo se encaixar.
E deixar acontecer...


Fátima Abreu Fatuquinha



segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Mais um dueto com Nandinha: Lua


Resultado de imagem para lua cheia  mística


Lua, cheia de magia, lua feminina... Lua que amo desde tempos de menina. Lua minha e tua. Sagrada no Céu. A brilhar e fazer seu papel... Lua querida dos enamorados. Paixão dos poetas. Lua minha e tua novamente... Porque é desse jeito que se sente.

Fatuquinha

Lua cheia tão linda , gentilmente nos observa  permitindo que o amor floresça , tal qual na primavera .
Lua tua e minha , com sua cor prateada  vem trazendo alegria ao meu coração , não sei se canto , danço ou faço uma oração: Me prometa lua cheia que voltará amanhã me trazendo mais surpresas ...

Maria Fernanda Freitas


Lua mística, lua vermelha, azul ou prateada, de cada jeito ela é interpretada... Lua do amor, da fome de romance! Lua minha e tua, mais uma vez. Porque somos meninas a olhar para o céu, quando se trata da Lua, que é um verdadeiro e grande troféu!

Fatuquinha

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

O BRASIL VISTO POR BRASILEIROS- DINÂMICA DE 2 BLOGS

Resultado de imagem para BRASIL

Obs:
Essa dinâmica está aqui no meu blog, e de meu amigo irmão, Delonir Cavalheiro:
http://delonir.blogspot.com/2017/09/o-povo-brasileiro-fala.html
 
 
 
Tem preço?
Sua dignidade tem preço? 
Ou sua indignação sai na propina?
Estamos sendo roubada  em vida, nos expõem as Marselhas causando profundas feridas.
Nosso povo sofre !! como boi no pasto pronto para o abate, esperando por um  homem comum no papel de  salvador para o  resgate .
Dignamente calados  resilientes  no abandono, que vem de longa data, desde lá do trono .
Senado ,câmara todos do congresso 
Planalto ,alvorada ,esplanada, jaburu ,todos idem no mal cumum,
Corrupção!!  ou em brasilheres um bando de ladrão.
Na cueca foi pouco, apenas um  troco, a moda agora é na mala , e o povo ? Ah, ver tudo em cores e se cala.
15 de novembro proclamação da república !,foi ? .…tenho eu minhas dúvidas .
Um dia ouviu-se um grito: INDEPENDÊNCIA OU MORTE 
Nos deram dois caminhos mas, uma só sorte .
Próximas eleições não me peça paciência, farei eu a diferença, votarei usando as lembranças delatadadas, gravadas na memória eternizadas na consciência

MP Nascimento

 
 
 
Meu Brasil Brasileiro
 
De belezas mil
Anda cinza e sufocado
Está sofrendo o meu Brasil 

Está sendo roubado
É  tanta corrupção... 
Desvalorizado, pobre coitado
Está carente de atenção

Tanta luta para ser livre
Tanta morte pelo voto direto
Que pena, seu povo disso esqueceu
E agora sofre quieto 

A saúde deficiente
A economia anda pobre
As matas desmatadas
A educação já quase morre.

Celeiro do mundo, já ouvi dizer
Não sei bem se esse é o nome
Pois abastece o mundo todo
E os seus filhos passam fome

Não quero citar caipirinhas
Do Carnaval não quero falar
País do samba?
Não vou nem comentar...

Queria que minha Mãe Gentil
Não tivesse sido adulterada
Por seus filhos gananciosos
Não tivesse sido tão roubada.

Apesar de tudo isso sinto ainda esperança 
Sinto que ainda há um jeito 
Eu amo meu Brasil
Esse amor mora em meu peito.

Espero ainda um dia
Quando alguém me perguntar
"Que país é este?"
Eu orgulhosa poder do Brasil falar

Vamos lá, filhos da Pátria 
Vamos fazer revolução
Vamos derrubar quem nos mata aos poucos
Vamos levantar nossa Nação!

Adriana Porto 

Nossas Cores? 

Eu queria falar das coisas bonitas
Do verde bem verde
Queria falar do anil
Queria falar bem do Brasil 

Pensei em falar do nosso ouro
Mas ele já não é nosso, foi fruto de roubo
O branco da paz... há muito tempo jáz

E por aí vai...

Adriana Porto

 
 
 
O Brasil

Não, o pais é igual ao dos tempos de menina ou juventude; Apenas a sociedade mudou drasticamente!
A imagem do Berço Esplêndido, não é a mesma, embora, o Brasil seja a Nação que queremos abraçando o porvir.
Um país que finalmente tenha orgulho da bandeira que mostra as estrelas representando seus estados.
E como estrelas, esses possam mesmo brilhar, no céu varonil, desse nosso pais, que um dia recebeu o nome de Brasil.
Amo minha Pátria.
E espero os dias melhores que ainda virão!
Pois como boa brasileira, não perco a esperança verde, traduzida somente como as matas na bandeira; Mas, tudo é como enxergamos...
Eu sou verde de esperança.
Sou azul da tranquilidade do povo, quando esses dias chegarem.
Sou a paz de dias serenos, brancos como as garças sobre nossos rios e lagos.
Sou amarela, não pelo ouro da época da extração... Sim, pelo Sol que encobre com seu brilho, e calor, essa nossa terra.
Sou Pátria verde amarela.

Fátima  Abreu 
Fatuquinha

 
 
 
Brasil, Triste Realidade!

Gostaria de estar aqui 
Para essa data comemorar
Mas não posso
Esquecer que motivos
Para isso não há...

Nosso povo sofrido
Só consegue chorar
Num país degradado por vilões 
Que neles não conseguem pensar...

É lastimável saber 
Que toda riqueza que aqui há 
O povo não pode utilizar
Porque dele foi arrancada sem dó...

Infelizmente o que sobra
Ao honesto é lutar
Para com nossa união em torno
Do justo poder salvar...

Da escória e bandidagem
Aquilo que nos restou
E tentar nos reerguer
Para uma pátria melhor fazer...

Pensemos com sensatez
E saibamos futuramente votar
Para limpar nosso lar 
Dos políticos que aqui estão...

Não permitindo 
Que eles se reelejam
E continuem vilipendiando
Nossa imensa nação...

Brasília/DF 
07/09/2017

Elaine S Santos
Direitos reservados pela Lei 9.610/1998.

 
 
 
Brasil das Maravilhas 

Brasil, país das maravilhas naturais e de um povo tão receptivo! 
Que transforma toda a tristeza em alegria.
Que não se deixa abater por esse periodo negro da nossa História; Em que nossos representantes roubam o povo que os elegeu descaradamente! E ainda assim achamos espaço para pensarmos em futebol e carnaval.
Somos muito mais do que isso tudo que falam de nós desde a independência!
Somos fortes, valorosos e lutamos diariamente contra tudo o que nos rouba a esperança, de que o Brasil se torne de fato um dia, um país mais justo para o seu povo. 
Enfim, se torne um país que nao exclua os brasileiros.

Dra Lilian Furtado

 
 
Por ti lutarei até o fim... Amado Brasil 

Brasil de tantas cores
De carnavais
De diversos sabores 
De climas quentes e tropicais

És, acima de tudo, meu manto sagrado
Apesar de algumas pessoas de lei
Ter me causado desagrados
Continuas, soberano como rei

Por ti, ainda luto
Pois, sei que meu coração aqui morrerá 
Pátria amada, reina por ti, 
O meu amor absoluto 
Independentemente deste ladrão 
Tirar de mim o meu ganha pão 

Confio que vencerei afinal
Triunfarei sobre este mal
Certo dia, voltarás ao normal
O mesmo aconhegante país 
Que me fez crescer feliz

A ti não abandono
Pois, também sou teu dono
Daqui nem morto saio
Nem por nenhuma derrota desmaio

Manterei-me forte
Apesar da iminente morte
Braços fortes terei
Com unhas e dentes te defenderei

Serás sempre a minha pátria amada
A minha terra adorada
E não importa o que façam a ti
Eu viverei aqui
Por ti, 
Até chegar o meu fim !

Fernando Martinho

 
 
Sete de Setembro 

Dia da independência da nossa pátria amada! 
Dia em que Dom Pedro, o futuro Imperador, bradou as margens do Ipiranga:
Independência ou Morte!
Desde então o povo brasileiro acreditou que a liberdade lhes daria um norte e abraçariam a sorte!
O Brasil deixou de pertencer a Portugal, mas, continuou nas mãos dos homens sem moral!
Triste realidade!
Séculos se passaram e a situação não muda,
É tanta coisa absurda!
O povo madruga vai à luta,
Enfrenta trânsito congestionado, 
Ônibus lotado...
Sorte do trabalhador que for sentado...
Povo de garra cheio de coragem,
Não foge a luta
Encara a labuta
Chega em casa tarde e cansado,
Come um bocado,
Deita para o descanso justo!
Acorda no meio da madrugada,
Com o som das rajadas!
É bomba pra todo lado!
É o som dos desocupados,
Explodindo o patrimônio dos pobres coitados!
Onde vai acabar essa zueira?
É muito descaso com a população brasileira! 
Está dado o recado!
Ouviram da nação brasileira um Brado de Socorro!
Ouçam a voz de um povo que luta por um governo novo!
O Grito do Imperador nos céus do Brasil ecoou e nada mudou!
Cabe  a  nação brasileira abrir o coração e bradar em alta voz: Senhor tem Piedade de Nós! 
A melhor arma é as mãos levantadas e os joelhos no chão!
Clamemos em oração:
Senhor salve a nossa nação! 

Li Barbosa

 
 
Ordem e Retrocesso.

Em tempos de coronelismo.
Calam-se quem algo poderia fazer!
Ir as ruas declarar seu amor, honrar o país.
Confesso, muito me emocionei com homenagens a Pátria Amada.
Hoje porém, me acovardei!
Meu civismo ou seu patriotismo não aplaudirei.
Embora, toda beleza das homenagens aconteça pela dedicação e coragem dos mestres professores!
Que ensinam inclusive reverenciar a bandeira, neste caso a brasileira.
Com lágrimas no olhar e triteza no coração.
Vejo em nossa bandeira a descrição.
Ordem e retrocesso! Regresso, retalhação...
Federalismo, destruição!
Quando pensamos que não pode piorar, desrespeitam a legislação.
Representando meu estado, o coronel é aliado e comtempla a execução.
Professor contratado é horista, quiçá concursados existirá!
O Brasil está condenado a ser denominado.
País sem educação!
Jovens sem reflexção. 
Idodos sem futuro.
E as crianças sem educação.
E o povo sem nação!
Nossa amazônia e parte de fraude e negociação.
Fazem projetos de proteção, até divulgam se nada fazer 2020  água será escasses.
Vendem a mata nativa, fonte de preservação, entenda o jogo. Por no bolso riqueza sem ser chamado ladrão.
Haja visto a volência crescente. Completa  inversão de valores.
Se matam o policial, repercute a região, se for um bandido é notícia no estrangeiro. Pois é são os "direitos humanos"!
Pobre país, da contradição.
Falcatrua e roubo será conteúdo de História!
Penalizaram a única mulher que à presidiu.
Absolveram o temeroso.
Nítido jogo de interesses e préconceitos.
Pior que guerra declarada seja, militar ou civil é o desmando dessa cambada insana, que presidem o Brasil.
Oh! Pátria Amada.
Desesperada, galgue, galgue... 
Dia de comemorar a dependência.
Infelizmente essa letra a define! 

Que país é esse... Legião Urbana.

Rita Arruda
PEDAGOGA 
LAGES SC
07/09/2017

 
 
Brasil, Rumo ao Precipício...

Sobre os trilhos sujos desse Brasil
Percorro uma imensidão 
Quilômetros de martírio inteiros
Norte, sul, leste e oeste
Está tudo deplorável
Meus pensamentos viajam
Tomam rumo à estações temporais
Vão de lado a outro nas cidades
Vejo desigualdades...
Inerte a minha volta
Da janela do trem
Com o gigante de metal em disparada
Retrocedendo à evolução humana-social
Refletindo a involução constitucional
Vou além das paisagens que posso enxergar
Sigo viagem por estados inteiros 
Populações atoladas em suas lamas 
As dificuldades tomam conta da situação
Corrupção!
Sinto o cheiro putrefacto da roubalheira
E em todo canto, pessoas vagueiam sem rumo e sem direção
Alienados e perturbados
Perdidos nessa nação... 

Falta de segurança, fome, miseráveis escondidos 
Maquiagem nos defeitos
Isso, só para gringo não poder ver
Barracos à beira da ferrovia
Derribados na miséria
Violência constante 
Tiro, bala perdida, arrombado ainda mais a ferida...
Antros de drogas
Por todos os lados
Imundice, uma bodega só...
Todo dia nos deparamos com esse tumor da sociedade
Essa mazela que a cada dia adoece mais
Como em toda nossa pátria desamada desgraciosa
País refém de si mesmo
Algemado à mercê de fulanos e sicranos engravatados
Só esperando um milagre acontecer...
Um País, cujo sinônimo é carnaval e futebol
Estereótipo porco
Somos muitos mais que meros festivais ou esportes...
Somos uma nação de Brasileiros que jamais irão desistir
Somos a perseverança!
Brasil, muda sua cara!

Felippe Lacerda


Resultado de imagem para IMAGENS DO BRASIL

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

FRAGMENTOS - Poesia erótica em dueto

Minha língua desce entre seus seios – o bico estremece...
Ela vai até ele, e fica circulando -ele pede  para ser chupado. 

Minha língua teimosa não obedece: Ela desce até a base, e o bico pede...
Então, desliza até sua cintura, e lá fica por algum tempo beijando... um beijo molhado.
O bico agora implora uma chupada –
Minha língua ignora e vai até seu umbigo, rodeando suavemente...

Seu grelo se agita, e pede para ser chupado –
Minha língua para na 'almofada' antes da gruta, e ali saboreia a carne macia...
O clitóris só falta pular na minha boca!
E a língua teimosa desce até sua virilha; Muito levemente toca seus lábios.
Ela volta aos seus seios, recomeçando...
Seu 'grosso' aqui, explode jorrando líquido por toda cama, como fogos de ano novo...

JDM


É nesse instante que eu me sinto inteira.
Quando o teu prazer explode.
Sabe o quanto me dá satisfação, observar isso acontecer...
Tanto quanto, seja dentro de mim que explodam esses fogos.
De qualquer maneira, entre nós não há tabus, então, é disso que a paixão se alimenta:
Não havendo rotina, e sim, fazendo cada vez de maneira diferente...
O desejo se torna iminente.
E quando circula os meus mamilos rosados, e mordisca me provocando, sabe o que isso me produz!
No circular da tua língua atrevida pela minha cintura, eu deliro como se não  tivesse fim...
E quando ela desde aos lábios carnudos da gruta desnuda, gemo serpenteando na cama.
Minhas mãos te agarram para galopar em mim.
A pele na pele, carne na carne.
Boca na boca.
Olhos que se encontram.
Ah, e essa vontade louca!
De ficar ali; Mesmo entre molhados lençóis, das marcas de nós...
A língua continua seu percurso...
E dos seios, em certo ponto chega até meu pés.
Beija-os.
Depois a língua atrevida passeia entre os dedos com unhas pintadas de vermelho.
A cor da paixão, que me desperta, por onde você me tocar...

Fátima Abreu
Fatuquinha