quarta-feira, 4 de outubro de 2017

FRANCISCO DE TODA PARTE- republicado




A  jovem era uma rebelde sem causa, acabara de sair da adolescência, fase difícil, quando os hormônios mandam mais no corpo do que a razão...

Caminhava pela estrada encolhida pelo frio e chuva. Não tinha ideia aonde estava naquele momento, tinha sido deixada ali, após um sequestro relâmpago no estacionamento do shopping center.
Horas antes havia se divertido muito com a sua turma do primeiro semestre da faculdade.
Resolveu pegar a moto e ir embora antes que a cerveja a deixasse sem controle da visão ou do equilíbrio...
Despediu-se então da turma e seguia para o estacionamento, quando alguém a abordou pelas costas, e ela conseguiu sentir a lâmina roçando em sua carne...
Ele sussurrou baixinho ao ouvido:
- Quietinha garota! Agora sobe normalmente e vamos embora...
Ela obedeceu sem tentar olhar o rosto do seu agressor.

Virou a chave e ele subiu em seguida, segurando a jovem pela cintura. Ele ainda com a faca ameaçadora apontando para suas costas, por baixo da jaqueta.

Saíram dali sem chamar atenção. Pareciam apenas namorados.

Já em certa altura, ele pediu que ela lhe desse a bolsa para ver se tinha cartão de banco ou dinheiro.
Encontrou apenas dinheiro e um celular de última geração que deveria lhe render um bom dinheiro...
Então ele pegou o que realmente interessava, e enfiou no bolso da calça jeans surrada, e rasgada na altura do joelhos.
Depois disso, pediu que ela parasse e descesse ali, no acostamento da estrada que levava à Vargem Grande.
Ela obedeceu sem abrir a boca para reclamar: Naquele momento,  a rebeldia foi calada...
O delinquente então, tomou seu lugar na moto, e virou-se para a jovem dizendo:
 - Bonitinha como é, logo tem gente te dando carona.
Ela segurou um palavrão, que chegou a vir na ponta da língua... Mas, as poucas aulas de psicologia que recebera, ajudaram naquele momento.

A boca que muitas vezes respondia seus pais em casa, fechou-se num mudo nervosismo...
Ele saiu rindo da cara dela.
A moça "bonitinha" não achava que ali, aquela hora da noite, numa estrada escura, tivesse a chance de alguém socorrê-la...
Colocou a mão na jaqueta, ainda com um impulso involuntário de pegar o celular para ligar para seus pais... Sempre o levava rente ao corpo, por que dessa vez, teve que colocá-lo na bolsa?
Balançou  a cabeça achando-se uma tola, com tal pensamento: Seria óbvio que ele acharia o celular de um jeito ou de outro... Nem que tivesse que apalpá-la para isso.

Seguia de cabeça baixa, olhando o chão molhado, e sem muita esperança de algum carro passar por aquele atalho... 
Era uma estrada pouco usada, só conhecida pelos moradores do local.

Foi assim desanimada, e sem prestar atenção em nada além da imensidão que aparecia em sua frente, que uma pickup apareceu com faróis altos. Ela então saiu daquele quase "transe" em que estava, para bloquear o desespero e a vontade de chorar...

Um homem dos seus 40 anos aproximadamente, parou com o carro e falou abrindo o vidro:
- Menina, o que te aconteceu para estar aqui só, pegando essa chuva, nessa estrada quase sem iluminação?

Ela olhou já com uma lágrima descendo pelo rosto, e respondeu:
- Acabei de passar por um desses "sequestros relâmpagos"... Pode me dar uma carona para sair daqui?
- Venha, entre logo, antes que pegue uma pneumonia! Deixo você em casa ou numa delegacia?
- Em minha casa, tudo que eu quero agora, é um banho morno e minha cama... Pela manhã dou queixa.

 O homem nada disse, e apenas destrancou  a porta para que ela entrasse e a levou para casa. 
Seguia um itinerário que não era o seu realmente, só para poder ajudar aquela jovem: Pensava que poderia ser uma filha, sobrinha, que pudesse estar nessa situação, e agradeceria à Deus ,se alguém tivesse a mesma atitude...
Ao deparar com a porta do edifício onde morava, ela desceu do carro, e disse virando-se para o homem:
- Eu estava tão preocupada comigo mesma, que não perguntei o seu nome...
- Meu nome é Francisco. E o seu?
- Meu nome é Madalena, mas me chamam apenas de Lena... Obrigada pela carona, do fundo do coração! Como posso ajudá-lo, retribuir esse grande favor? Talvez  uma ajuda...
- Não quero nada, Lena, fiz porque se fosse alguém da minha família, na mesma situação, iria agradecer muito se ajudassem da mesma forma. Mas, você pode retribuir um favor a outra pessoa, isso se chama "CORRENTE DO BEM". Já ouviu falar?
- Não, só em filme...
- Então, ponha em prática na vida real a partir de agora, e em breve essa corrente pode chegar até o outro lado do mundo!
- Sim, farei isso! Obrigada mais uma vez... Chico.

Ele sorriu, percebendo que ali começava uma nova perspectiva de vida... Apertou a mão da moça, e disse:
- Diga ao seu pai para lembrar do dia quatro de outubro.

A jovem estranhou, mas, fez que sim com a cabeça. 
"Ah, deveria ser porque hoje era esse dia, e ele teria de lembrar..."
Quando Lena fechou a portaria do prédio, deu mais uma olhada pelo vidro, e não viu mais a pickup.
Chico deveria estar com muita pressa mesmo... Afinal, tinha saído do seu caminho para levá-la até ali.

Ao entrar em casa, ela relatou tudo aos pais. E por último, deu o recado que Chico havia pedido...
O pai imediatamente ficou aturdido. Lena e a mãe notaram a mudança de expressão no rosto do homem.
A mãe dela, então perguntou:
- Mas, o que foi homem?
- Foi exatamente há um ano, que passei por essa mesma estrada, e atropelei um cãozinho que atravessava... Nunca contei por esquecimento talvez, sei lá...  Fato que não me importei, e segui sem parar para ver se ele ainda vivia...
 Lena então disse ao pai:
- Eu estranhei tudo isso... Mas, vou fazer o que ele me pediu, retribuir um favor a outra pessoa.

 A mãe disse:
 - Faz muito bem, minha filha.
 Foram todos deitar, entretanto, Lena mesmo depois do banho morno e relaxante de banheira, e estando em sua cama, não conseguia dormir...
Foi até a janela olhar a rua, e do alto do quinto andar, viu uma figura vestida como um monge. Ele tirou o capuz sobre a cabeça, e acenou exatamente para a janela, como se soubesse que ela estava ali...

Não conseguia identificar quem era, mas, de uma coisa sabia: 
Teria que seguir os sinais.
A Corrente do Bem recomeçava...


Fátima Abreu Fatuquinha






Vício

Apenas um dia sem te olhar, sentir e beijar, é como navegar num oceano com canoa:
O tempo demora a passar; Para no dia seguinte, poder te encontrar.
Quero teu cheiro de homem, e a tua boca sedenta por beijos meus.
Ainda, ter-te rindo ao meu lado e fazendo 'coisinhas' que sabemos bem...
Deitar nas tuas pernas e ficar te olhando como que hipnotizada.
Quadro esse, de pessoa que ama, e quer ser amada.
É no teu sorriso que encontro alegria, e nos teus lábios, me perco em desejos...
A tua silhueta nua, na meia luz do quarto, é meu vício.
Sabia que acabaria sendo assim, desde o início.
Era por você que andei procurando.
Chamas Gêmeas que abrasam no entardecer...

Fátima Abreu Fatuquinha





terça-feira, 3 de outubro de 2017

MÃOS ENTRELAÇADAS

Resultado de imagem para mãos entrelaçadas

Mãos que se procuravam.
Dedos que se encontravam.
A procura do toque...
Os olhares depois disso.
E a compreensão que o amor era preciso...

Mãos que se tocavam.
Dedos que se exploravam.
Toques sutis, quase como leve brisa na pele...
E os olhares, ah, esses que descrevem o momento...!!!



Não precisavam palavras para expressar:
Pois toques suaves na pele arrepiada, as mãos entrelaçadas, combinadas aos olhares que se encontravam, era pura poesia que se fazia, e acalorava a noite fria...

Fátima Abreu Fatuquinha


Resultado de imagem para pele arrepiada

Dinâmica Natureza & Primavera

 
 
A Natureza e a Primavera-
Como separar uma da outra? Não tem como. A estação das flores é inspiradora!
Há beleza em todo lugar, basta saber interpretar...
No sorriso da criança, há natureza...
No jardim de sua casa ou vizinhança.
Na Lua cheia que se destaca no breu da noite...
Nos animais que correm solto nas matas e pradarias...
Na noite que se faz dia!

Fátima Abreu Fatuquinha.


... Do dia que se faz magia, encantado quem é do bom dia.
Mas, para ser do bom dia, é preciso a Natureza respeitar, suas cores apreciar, e acreditar que para tudo, é preciso amar ...

Nandinha
 
 
Ver o dia amanhecer
Num esplêndido alvorecer
A passarada de algazarra
A Primavera, a todo instante, florescer.

Delonir Cavalheiro

.
Não se separa Natureza e Primavera
Se for um dia ensolarado , a diversão é garantida , vamos todos viver a vida!
Mas se for um dia chuvoso , com música suave a envolver , nem pensar em tédio :  
É melhor aceitar que o romance está no ar .
A natureza é mesmo uma mãe , sempre dando um jeito de nossa vida enfeitar ...

Nandinha
 
 
 
 
 
 
A primavera é conhecida como estação das flores, onde tudo parece começar a renascer.
As cores da natureza se intensificam e vão mexendo com os nossos sentidos, tornando tudo mais leve.
Nos despimos das pesadas roupas de inverno, porém, ainda não estamos prontos para o verão, pois a primavera é uma estação de transição entre as duas anteriores.
Tudo nos faz sentir mais dispostos e renascidos para a vida e as atividades cotidianas:
Pois o clima agradável, nos presenteia com as lindas cores da natureza.
Deixemo-nos levar pelo encanto desta estação, e que nossa mente se permita florir de ideias.
Também de pensamentos e ações positivas; Especialmente de amor para com a humanidade.
Que venha a primavera, e que possamos florescer junto com ela.
 
Lilian Furtado 
 
 
 
 
 
E com a Natureza da Primavera, nos cobrimos do colorido da estação:
 Flores muitas, de nuances lindas e aromas doces...
Presente da perfeição do Criador:
 Formosura em forma de flor!
A estação convida a muito mais do que um visual bonito:
 É momento de abrir o coração é se deixar levar...
Além do vento morno e da chuva do fim de tarde.
Brotar o verbo amar...
 
Fátima Abreu Fatuquinha
 
 
 

terça-feira, 26 de setembro de 2017

O BEIJO DO ÊXTASE



Foi entre os amassos na cozinha, que tudo começou...
O teu mais doce pulsar, para meu gosto, despertou.

E com tudo, eu já estava fora de controle:
Desmanchava, com minhas entranhas molhadas...

Entretanto, suspendemos nossas ânsias naquele momento:
Deixamos para depois de nutrirmos o corpo, com alimento.

Quando finalmente me joguei em cima de ti na cama, te prendendo abaixo do meu corpo, despertei aquela vontade, nosso desejo louco...

Entre beijos ardentes de gula, minha e tua,
ficava com as coxas molhadas pelo líquido que de mim brotava...

As carícias eram suaves. Ah, mas, os beijos...!!! Hum... Eram como toques na gruta molhada.
Entre um e outro, o meu êxtase chegava!

Mesmo antes de iniciarmos nosso enlace, nos tornando apenas um nesse momento,
o meu amor brotava pelos poros, era quase perceptível esse sentimento...

Você me olhava, entre uma e outra viril estocada...
Certamente me queria! E nossos olhares trocados, revelavam o tamanho do desejo que nos encobria.

Dois corpos presos nas carnes unidas.
Mas, com carinhos suaves, depois desse extasiante enlace...

Deixei-te cansado, é verdade!
Contudo, a paixão carnal tem dessas coisas:
Para se chegar ao final, tem-se que doar antes.
Coisas de amantes...

Fátima Abreu Fatuquinha

A Mulher (DESPERTA DA ILUSÃO 3D) que Vivencia a Nova Era


video


Uma mulher desperta é algo novo, para homens que estão na energia do ser tridimensional antigo. Terão que se abrir para a verdadeira realidade:
A que esteve escondida por eras, no véu que a Terra esteve encoberta.
Penetrar nos mistérios da realidade 5D, que habita numa mulher que já acordou da matrix, e entende agora o Sagrado Feminino.
E a "magia" transcendental que há nisso, sua herança.
Fátima Fatuquinha Abreu


Uma mulher desperta tem forte influência de sua Kundalini .
Existe um fluido direto que sobe da base da coluna, vai até a cabeça e desce novamente.
Essa energia sexual e esotérica, vem da Kundalini.


 
 
Aquele homem que conhece e faz amor com uma mulher desperta, não a esquece.
 Ela passa a fazer parte do seu cotidiano.
Ele sente uma atração não conhecida antes, com outras;
Ela é especial, e seu brilho não ofusca os olhos:
Pelo contrário, cresce e expande-se para dar o clarão da Lua do Sagrado Feminino,
 ao seu Sol interior.
 
E nunca mais o sexo que ele faz, será igual:
Uma mulher desperta, eleva sua Kundalini.
E traz ao seu parceiro,
coisas que ele não imagina...
Kama Sutra não é nada, perto do que uma mulher desperta pode e sabe fazer.
E a luz que emana dessa relação sexual, é algo transcendental.
 
 
Fátima Abreu Fatuquinha


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Dueto sensual: Acordando

“ Acordou radiante como sol. Rígido como a linha  do tempo. Esplendoroso como a lua cheia. Procurou a gruta para se aconchegar e tomar banho do líquido divino. Chorar de prazer. Decepção.”

JDM

Decepção mútua, porque a gruta sem ele, estava oca...
Pois ela também fica triste:
É com ele, que os dias e noites se tornam alegres, com prazeres supremos, que parecem não ter fim...
Ele a procurou no despertar.
Ela o queria desde o anoitecer.
É que a bainha foi feita para espada.
Razão para assim tudo se encaixar.
E deixar acontecer...


Fátima Abreu Fatuquinha



segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Mais um dueto com Nandinha: Lua


Resultado de imagem para lua cheia  mística


Lua, cheia de magia, lua feminina... Lua que amo desde tempos de menina. Lua minha e tua. Sagrada no Céu. A brilhar e fazer seu papel... Lua querida dos enamorados. Paixão dos poetas. Lua minha e tua novamente... Porque é desse jeito que se sente.

Fatuquinha

Lua cheia tão linda , gentilmente nos observa  permitindo que o amor floresça , tal qual na primavera .
Lua tua e minha , com sua cor prateada  vem trazendo alegria ao meu coração , não sei se canto , danço ou faço uma oração: Me prometa lua cheia que voltará amanhã me trazendo mais surpresas ...

Maria Fernanda Freitas


Lua mística, lua vermelha, azul ou prateada, de cada jeito ela é interpretada... Lua do amor, da fome de romance! Lua minha e tua, mais uma vez. Porque somos meninas a olhar para o céu, quando se trata da Lua, que é um verdadeiro e grande troféu!

Fatuquinha

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

O BRASIL VISTO POR BRASILEIROS- DINÂMICA DE 2 BLOGS

Resultado de imagem para BRASIL

Obs:
Essa dinâmica está aqui no meu blog, e de meu amigo irmão, Delonir Cavalheiro:
http://delonir.blogspot.com/2017/09/o-povo-brasileiro-fala.html
 
 
 
Tem preço?
Sua dignidade tem preço? 
Ou sua indignação sai na propina?
Estamos sendo roubada  em vida, nos expõem as Marselhas causando profundas feridas.
Nosso povo sofre !! como boi no pasto pronto para o abate, esperando por um  homem comum no papel de  salvador para o  resgate .
Dignamente calados  resilientes  no abandono, que vem de longa data, desde lá do trono .
Senado ,câmara todos do congresso 
Planalto ,alvorada ,esplanada, jaburu ,todos idem no mal cumum,
Corrupção!!  ou em brasilheres um bando de ladrão.
Na cueca foi pouco, apenas um  troco, a moda agora é na mala , e o povo ? Ah, ver tudo em cores e se cala.
15 de novembro proclamação da república !,foi ? .…tenho eu minhas dúvidas .
Um dia ouviu-se um grito: INDEPENDÊNCIA OU MORTE 
Nos deram dois caminhos mas, uma só sorte .
Próximas eleições não me peça paciência, farei eu a diferença, votarei usando as lembranças delatadadas, gravadas na memória eternizadas na consciência

MP Nascimento

 
 
 
Meu Brasil Brasileiro
 
De belezas mil
Anda cinza e sufocado
Está sofrendo o meu Brasil 

Está sendo roubado
É  tanta corrupção... 
Desvalorizado, pobre coitado
Está carente de atenção

Tanta luta para ser livre
Tanta morte pelo voto direto
Que pena, seu povo disso esqueceu
E agora sofre quieto 

A saúde deficiente
A economia anda pobre
As matas desmatadas
A educação já quase morre.

Celeiro do mundo, já ouvi dizer
Não sei bem se esse é o nome
Pois abastece o mundo todo
E os seus filhos passam fome

Não quero citar caipirinhas
Do Carnaval não quero falar
País do samba?
Não vou nem comentar...

Queria que minha Mãe Gentil
Não tivesse sido adulterada
Por seus filhos gananciosos
Não tivesse sido tão roubada.

Apesar de tudo isso sinto ainda esperança 
Sinto que ainda há um jeito 
Eu amo meu Brasil
Esse amor mora em meu peito.

Espero ainda um dia
Quando alguém me perguntar
"Que país é este?"
Eu orgulhosa poder do Brasil falar

Vamos lá, filhos da Pátria 
Vamos fazer revolução
Vamos derrubar quem nos mata aos poucos
Vamos levantar nossa Nação!

Adriana Porto 

Nossas Cores? 

Eu queria falar das coisas bonitas
Do verde bem verde
Queria falar do anil
Queria falar bem do Brasil 

Pensei em falar do nosso ouro
Mas ele já não é nosso, foi fruto de roubo
O branco da paz... há muito tempo jáz

E por aí vai...

Adriana Porto

 
 
 
O Brasil

Não, o pais é igual ao dos tempos de menina ou juventude; Apenas a sociedade mudou drasticamente!
A imagem do Berço Esplêndido, não é a mesma, embora, o Brasil seja a Nação que queremos abraçando o porvir.
Um país que finalmente tenha orgulho da bandeira que mostra as estrelas representando seus estados.
E como estrelas, esses possam mesmo brilhar, no céu varonil, desse nosso pais, que um dia recebeu o nome de Brasil.
Amo minha Pátria.
E espero os dias melhores que ainda virão!
Pois como boa brasileira, não perco a esperança verde, traduzida somente como as matas na bandeira; Mas, tudo é como enxergamos...
Eu sou verde de esperança.
Sou azul da tranquilidade do povo, quando esses dias chegarem.
Sou a paz de dias serenos, brancos como as garças sobre nossos rios e lagos.
Sou amarela, não pelo ouro da época da extração... Sim, pelo Sol que encobre com seu brilho, e calor, essa nossa terra.
Sou Pátria verde amarela.

Fátima  Abreu 
Fatuquinha

 
 
 
Brasil, Triste Realidade!

Gostaria de estar aqui 
Para essa data comemorar
Mas não posso
Esquecer que motivos
Para isso não há...

Nosso povo sofrido
Só consegue chorar
Num país degradado por vilões 
Que neles não conseguem pensar...

É lastimável saber 
Que toda riqueza que aqui há 
O povo não pode utilizar
Porque dele foi arrancada sem dó...

Infelizmente o que sobra
Ao honesto é lutar
Para com nossa união em torno
Do justo poder salvar...

Da escória e bandidagem
Aquilo que nos restou
E tentar nos reerguer
Para uma pátria melhor fazer...

Pensemos com sensatez
E saibamos futuramente votar
Para limpar nosso lar 
Dos políticos que aqui estão...

Não permitindo 
Que eles se reelejam
E continuem vilipendiando
Nossa imensa nação...

Brasília/DF 
07/09/2017

Elaine S Santos
Direitos reservados pela Lei 9.610/1998.

 
 
 
Brasil das Maravilhas 

Brasil, país das maravilhas naturais e de um povo tão receptivo! 
Que transforma toda a tristeza em alegria.
Que não se deixa abater por esse periodo negro da nossa História; Em que nossos representantes roubam o povo que os elegeu descaradamente! E ainda assim achamos espaço para pensarmos em futebol e carnaval.
Somos muito mais do que isso tudo que falam de nós desde a independência!
Somos fortes, valorosos e lutamos diariamente contra tudo o que nos rouba a esperança, de que o Brasil se torne de fato um dia, um país mais justo para o seu povo. 
Enfim, se torne um país que nao exclua os brasileiros.

Dra Lilian Furtado

 
 
Por ti lutarei até o fim... Amado Brasil 

Brasil de tantas cores
De carnavais
De diversos sabores 
De climas quentes e tropicais

És, acima de tudo, meu manto sagrado
Apesar de algumas pessoas de lei
Ter me causado desagrados
Continuas, soberano como rei

Por ti, ainda luto
Pois, sei que meu coração aqui morrerá 
Pátria amada, reina por ti, 
O meu amor absoluto 
Independentemente deste ladrão 
Tirar de mim o meu ganha pão 

Confio que vencerei afinal
Triunfarei sobre este mal
Certo dia, voltarás ao normal
O mesmo aconhegante país 
Que me fez crescer feliz

A ti não abandono
Pois, também sou teu dono
Daqui nem morto saio
Nem por nenhuma derrota desmaio

Manterei-me forte
Apesar da iminente morte
Braços fortes terei
Com unhas e dentes te defenderei

Serás sempre a minha pátria amada
A minha terra adorada
E não importa o que façam a ti
Eu viverei aqui
Por ti, 
Até chegar o meu fim !

Fernando Martinho

 
 
Sete de Setembro 

Dia da independência da nossa pátria amada! 
Dia em que Dom Pedro, o futuro Imperador, bradou as margens do Ipiranga:
Independência ou Morte!
Desde então o povo brasileiro acreditou que a liberdade lhes daria um norte e abraçariam a sorte!
O Brasil deixou de pertencer a Portugal, mas, continuou nas mãos dos homens sem moral!
Triste realidade!
Séculos se passaram e a situação não muda,
É tanta coisa absurda!
O povo madruga vai à luta,
Enfrenta trânsito congestionado, 
Ônibus lotado...
Sorte do trabalhador que for sentado...
Povo de garra cheio de coragem,
Não foge a luta
Encara a labuta
Chega em casa tarde e cansado,
Come um bocado,
Deita para o descanso justo!
Acorda no meio da madrugada,
Com o som das rajadas!
É bomba pra todo lado!
É o som dos desocupados,
Explodindo o patrimônio dos pobres coitados!
Onde vai acabar essa zueira?
É muito descaso com a população brasileira! 
Está dado o recado!
Ouviram da nação brasileira um Brado de Socorro!
Ouçam a voz de um povo que luta por um governo novo!
O Grito do Imperador nos céus do Brasil ecoou e nada mudou!
Cabe  a  nação brasileira abrir o coração e bradar em alta voz: Senhor tem Piedade de Nós! 
A melhor arma é as mãos levantadas e os joelhos no chão!
Clamemos em oração:
Senhor salve a nossa nação! 

Li Barbosa

 
 
Ordem e Retrocesso.

Em tempos de coronelismo.
Calam-se quem algo poderia fazer!
Ir as ruas declarar seu amor, honrar o país.
Confesso, muito me emocionei com homenagens a Pátria Amada.
Hoje porém, me acovardei!
Meu civismo ou seu patriotismo não aplaudirei.
Embora, toda beleza das homenagens aconteça pela dedicação e coragem dos mestres professores!
Que ensinam inclusive reverenciar a bandeira, neste caso a brasileira.
Com lágrimas no olhar e triteza no coração.
Vejo em nossa bandeira a descrição.
Ordem e retrocesso! Regresso, retalhação...
Federalismo, destruição!
Quando pensamos que não pode piorar, desrespeitam a legislação.
Representando meu estado, o coronel é aliado e comtempla a execução.
Professor contratado é horista, quiçá concursados existirá!
O Brasil está condenado a ser denominado.
País sem educação!
Jovens sem reflexção. 
Idodos sem futuro.
E as crianças sem educação.
E o povo sem nação!
Nossa amazônia e parte de fraude e negociação.
Fazem projetos de proteção, até divulgam se nada fazer 2020  água será escasses.
Vendem a mata nativa, fonte de preservação, entenda o jogo. Por no bolso riqueza sem ser chamado ladrão.
Haja visto a volência crescente. Completa  inversão de valores.
Se matam o policial, repercute a região, se for um bandido é notícia no estrangeiro. Pois é são os "direitos humanos"!
Pobre país, da contradição.
Falcatrua e roubo será conteúdo de História!
Penalizaram a única mulher que à presidiu.
Absolveram o temeroso.
Nítido jogo de interesses e préconceitos.
Pior que guerra declarada seja, militar ou civil é o desmando dessa cambada insana, que presidem o Brasil.
Oh! Pátria Amada.
Desesperada, galgue, galgue... 
Dia de comemorar a dependência.
Infelizmente essa letra a define! 

Que país é esse... Legião Urbana.

Rita Arruda
PEDAGOGA 
LAGES SC
07/09/2017

 
 
Brasil, Rumo ao Precipício...

Sobre os trilhos sujos desse Brasil
Percorro uma imensidão 
Quilômetros de martírio inteiros
Norte, sul, leste e oeste
Está tudo deplorável
Meus pensamentos viajam
Tomam rumo à estações temporais
Vão de lado a outro nas cidades
Vejo desigualdades...
Inerte a minha volta
Da janela do trem
Com o gigante de metal em disparada
Retrocedendo à evolução humana-social
Refletindo a involução constitucional
Vou além das paisagens que posso enxergar
Sigo viagem por estados inteiros 
Populações atoladas em suas lamas 
As dificuldades tomam conta da situação
Corrupção!
Sinto o cheiro putrefacto da roubalheira
E em todo canto, pessoas vagueiam sem rumo e sem direção
Alienados e perturbados
Perdidos nessa nação... 

Falta de segurança, fome, miseráveis escondidos 
Maquiagem nos defeitos
Isso, só para gringo não poder ver
Barracos à beira da ferrovia
Derribados na miséria
Violência constante 
Tiro, bala perdida, arrombado ainda mais a ferida...
Antros de drogas
Por todos os lados
Imundice, uma bodega só...
Todo dia nos deparamos com esse tumor da sociedade
Essa mazela que a cada dia adoece mais
Como em toda nossa pátria desamada desgraciosa
País refém de si mesmo
Algemado à mercê de fulanos e sicranos engravatados
Só esperando um milagre acontecer...
Um País, cujo sinônimo é carnaval e futebol
Estereótipo porco
Somos muitos mais que meros festivais ou esportes...
Somos uma nação de Brasileiros que jamais irão desistir
Somos a perseverança!
Brasil, muda sua cara!

Felippe Lacerda


Resultado de imagem para IMAGENS DO BRASIL

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

FRAGMENTOS - Poesia erótica em dueto

Minha língua desce entre seus seios – o bico estremece...
Ela vai até ele, e fica circulando -ele pede  para ser chupado. 

Minha língua teimosa não obedece: Ela desce até a base, e o bico pede...
Então, desliza até sua cintura, e lá fica por algum tempo beijando... um beijo molhado.
O bico agora implora uma chupada –
Minha língua ignora e vai até seu umbigo, rodeando suavemente...

Seu grelo se agita, e pede para ser chupado –
Minha língua para na 'almofada' antes da gruta, e ali saboreia a carne macia...
O clitóris só falta pular na minha boca!
E a língua teimosa desce até sua virilha; Muito levemente toca seus lábios.
Ela volta aos seus seios, recomeçando...
Seu 'grosso' aqui, explode jorrando líquido por toda cama, como fogos de ano novo...

JDM


É nesse instante que eu me sinto inteira.
Quando o teu prazer explode.
Sabe o quanto me dá satisfação, observar isso acontecer...
Tanto quanto, seja dentro de mim que explodam esses fogos.
De qualquer maneira, entre nós não há tabus, então, é disso que a paixão se alimenta:
Não havendo rotina, e sim, fazendo cada vez de maneira diferente...
O desejo se torna iminente.
E quando circula os meus mamilos rosados, e mordisca me provocando, sabe o que isso me produz!
No circular da tua língua atrevida pela minha cintura, eu deliro como se não  tivesse fim...
E quando ela desde aos lábios carnudos da gruta desnuda, gemo serpenteando na cama.
Minhas mãos te agarram para galopar em mim.
A pele na pele, carne na carne.
Boca na boca.
Olhos que se encontram.
Ah, e essa vontade louca!
De ficar ali; Mesmo entre molhados lençóis, das marcas de nós...
A língua continua seu percurso...
E dos seios, em certo ponto chega até meu pés.
Beija-os.
Depois a língua atrevida passeia entre os dedos com unhas pintadas de vermelho.
A cor da paixão, que me desperta, por onde você me tocar...

Fátima Abreu
Fatuquinha











quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Religião: O 'freio' é verdadeiro?




 Religião: O freio é verdadeiro?

Uma amiga sugeriu essa dinâmica.

Ela percebeu que no local em que frequentava, muitos não usavam no seu dia a dia o que pregavam ali...
Ela ficou meio que desanimada com o ser humano...
 Como uma palavra sai de uma boca, e o resto do corpo faz outra coisa diferente do que acabava de ser dito?
O que se pode pensar disso: Será que fingem o tempo todo?
O que pensa sobre isso?


Lílian Furtado

Primeiramente, quero esclarecer que atualmente não sou praticante de nenhuma religião;
Embora creia em Deus e nos textos bíblicos.
Pessoalmente procuro praticar aquilo que digo, mas, é obvio que como todo ser humano, erro muito.
Entretanto, sempre procuro corrigir as minhas atitudes, e creio que grande parte das pessoas que se dizem praticantes de alguma religião, tem a mania de querer impor a sua crença aos outros;
E geralmente condena nos demais, atitudes que enxerga em si, mas, não aceita como sendo suas.

Muitos se autoproclamam religiosos e donos da verdade absoluta e acabam promovendo o ódio e a intolerância entre as pessoas, ao invés de promover o amor, a caridade e a união.
Portanto, a questão não é ser exatamente aquilo que você diz e pratica, pois, isto é pessoal seu, com Deus, ou com quem você acredita.

A questão aqui, é querer obrigar o outro a praticar aquilo que você pratica, e persegui-lo por suas escolhas (contrárias à deles).
Devemos tentar ser aquilo que dizemos ser, e deixar o outro ser e viver, como bem entender desde que haja respeito e tolerância.




Delonir Cavalheiro

RELIGIÃO: O freio é verdadeiro?

Depende do que a pessoa aprendeu durante sua vida.
A religião não pode ser a única a ensinar. Aprende-se  todo dia:Com colegas, amigos e professores. Até mesmo no recôndito do lar se aprende.
Então a religião como freio, não é possível. Deus não é pra ser temido.
Até porque, o medo é outra face da rebeldia.

Como uma palavra sai de uma boca, e o resto do corpo faz outra coisa diferente do que acabava de ser dito?
E não é quase sempre assim? Saber da teoria todos sabem. MAS na hora da prática...
E muito fácil dar conselhos, dar palestras, ter Mel nas palavras.
O difícil é viver no dia a dia.
Que cada um acerte-se com sua consciência. E não haja juiz mais severo que a própria consciência.
Não se  preocupe com o que vosso do irmão fala ou faz.
Preocupaste com o verbo que sai de vós: Da boca e vossos atos.
Atenta se vossas palavras condizem com vossos atos.

O que se pode pensar disso: Será que fingem o tempo todo?
Já parou para analisar visa as palavras e vossos atos?
Disse JESUS. "Atire a primeira pedra quem dentre vós estiver livre de pecados"
Pare de se preocupar com vosso irmão.
Preocupe -se em crescer como pessoa e espírito.
Evolua como ser.




Eu, Fátima Abreu

Acredito que o ser humano, por ser falho, é também em relação ao que ele possa aprender em um espaço religioso, e deixar de seguir o que assimila ali.

Entretanto, não cabe a esse ou aquele, julgar os atos alheios. E sim, cuidarmos de nós mesmos:
Policiando nossas ações e também, seguir perante o que acreditamos ser correto; Dessa forma, tentar ir em frente, tentando não errar.

O que cada um faz com o que aprende, é só dele. E entre ele e nosso Criador.
Não se joga pedra quando nosso telhado pode ser de vidro ...
Somos todos vulneráveis.
Caso assim não fosse, nem estaríamos por aqui:
Viveríamos em meio às dimensões superiores, perto dos seres angelicais.


Cida Nuno

O tema é polêmico e questionador.
Cada olhar, enxerga a pergunta pelo seu ângulo próprio, mas a situação vivenciada no lugar do outro, só quem vive sabe.
Sou praticante da Doutrina Espírita e digo sem titubear que é um divisor de águas em minha vida. Cada vez mais, aprendo que somos a escolha que fazemos.
Temos o livre arbítrio. Sei que nosso limite termina onde começa o do outro, respeito existe não apenas para ser uma palavra e todo julgamento é perigoso.
O espelho é o nosso reflexo e muitas vezes, o que incomoda-nos no outro, precisa ser trabalho em nós. Sejamos o melhor, pratiquemos o bem, cada um é responsável por sua caminhada.

Porém, por mais que o  foco seja o EU, infelizmente, muitas vezes a atitude do outro, pode interferir e causar danos a tudo aquilo que é praticado e aprendido.
O bem e o mal são tangíveis e a escolha é de cada um.
Mas, as máscaras que são criadas para maquiar o real sentido do que pretendesse, fica impossível não ser notada.

" O mundo visto de dentro, o mundo determinado por seu 'caráter inteligível' - seria justo 'vontade de potência' e nada mais. "
Friedrich Nietzsche

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Borboletando- Dueto com Nandinha




Meu coração sempre tão quieto e gentil , hoje resolveu me contrariar:
Insistiu que eu era feliz que devia sondar ...
Resolvi então analisar e para ter certeza coloquei tudo no papel; Eu precisava saber em que cor , tamanho ou  Energia,  essa tal felicidade se escondia...
Passei o dia a procurar , mas já sabia que dentro de mim algo estava mudando:
Meu estômago estava Borboletando !
Mas isso eu pensava: Devia ser o sorvete , a barra de chocolate ou a música que eu apreciava ... Precisava saber onde a Felicidade dentro de mim se encontrava!

Maria Fernanda Freitas


E ao encontrá-la eu simplesmente sorri. Dizia a mim mesma que o doce estava ali.
Eu havia encontrado o grande segredo:
Nas pequenas coisas é que podemos sorrir e dizer que o Bem existe.
Saí por aí dedilhando um violão imaginário e cantarolando feliz, coisas que só meu coração diz.

Fatuquinha

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Gratidão!

 
Desde anos incontáveis estamos aqui.
Eu, você, toda a Humanidade.
 Vivemos e morremos várias vezes, muitas delas em um dia só.
 As experiências são lições.
 E se repetiam sempre até aprendermos.
 Fomos de mendigos à nobres.
Indígenas, negros, amarelos, caucasianos, todos experimentamos de tudo.
 Da miséria à riqueza.
 Da saúde à doença e vice versa...
 Fomos cativos e libertos.
 Seres que lutam e algumas vezes  ganharam, outras não.
 E assim se foi contando anos:
 Experiências, missões e resgates! 
Recompensas boas e alguns danos...
 
 Eu aqui e agora leve como pluma nesse momento, escutando sons da Terra, em meditação,
 Só tenho que agradecer a bênção da vida!
 Dizendo sempre ao Criador:
 Gratidão.
Fátima Abreu Fatuquinha
 
 
 
 







 
 



                                                          MÍSTICA SEMPRE FUI

domingo, 20 de agosto de 2017

A CHAVE DO DESEJO

Minha pele é tua, a carne também...
Me entrego nua, você me faz bem...
 Meus desejos você conhece.
 E sabe como me satisfazer.
 Foi assim desde a primeira vez.
 O que era só sexo, se tornou para mim, paixão.
Os meandros do meu corpo, você sabe e tem a chave:
É como se fosse dono, da porta que se abre...
Eu me enrosco toda em você.
E nos beijamos com ânsia, quase como êxtase.
Rompantes de amantes.
 
Fátima Abreu Fatuquinha
 

 
 

O ABRAÇO

O ABRAÇO

APERTO QUE DÁ CERTO.
SENSAÇÃO DE ACONCHEGO.

IR DAS MÃOS, AO LADO DIREITO DO PEITO.
ABRAÇO:
UMA LIGAÇÃO MÚTUA
MINHA E SUA.
NOSSA E DE TODOS.
NA HORA DA TEMPESTADE QUE SE MAIS PRECISA,
E TAMBÉM EM MOMENTOS DE SUAVE BRISA...
Fátima Fatuquinha Abreu Autora

 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Ensino de Gênero nas Escolas Brasileiras- Dinâmica

http://justificando.cartacapital.com.br/2016/07/22/por-que-falar-de-genero-nas-escolas/
A favor no de cima.

http://resistenciamilitar.blogspot.com.br/2016/04/assine-peticao-contra-o-ensino-da.html
Contra nesse.



E agora? Qual é a sua opinião?

 
 
 




Links para leitura do tema, sobre o ensino de gênero nas escolas brasileiras.

Nossa dinâmica respondida por: Dra Lílian Furtado (advogada)


Dinâmica sobre a questão de gênero nas escolas.
Há muita polemica acerca desse assunto, e confesso que não tenho uma opinião formada a respeito da questão da identidade de gênero em si; Mas, é inegável que ela existe e não pode ser ignorada, como o homossexualismo.
Não entrando no mérito de ser certo ou errado, uma vez que se trata de uma realidade que não pode ser ignorada, entendo que o assunto não pode virar tabu dentro de casa e nas escolas:
Sendo que a medida em que as crianças e jovens forem desenvolvendo o intelecto e a personalidade, tal assunto pode ser conversado com eles, de acordo com a faixa etária.
O importante e fazer com que se enxergue e respeite as diferenças de modo a tratar cada ser humano com respeito e igualdade.
Não se trata de ensinar que menino pode virar menina e vice- versa, mas, apenas no meu entendimento conscientizá-los de que as diferenças existem e que não se trata de algo imposto.
 Sim de algo natural que já nasce com o ser humano que não se enxerga com o corpo que tem.
Outro ponto importante, é buscar a igualdade entre homens e mulheres, no que antes os distinguia de forma prejudicial; Delegando sempre às mulheres, funções vistas como exclusivas como:
Cuidar dos filhos e de afazeres domésticos.
Sem dúvida, através de profissionais da área da pedagogia e psicologia, devem as escolas promoverem esse diálogo aberto com os alunos. Também respeitando a postura e a vontade dos pais, que devem ser chamados a participar, quando possível.




Eu, Fátima Abreu (escritora):

Acho que tudo que é proibido, causa mais interesse, principalmente de crianças, que  gostam de novas descobertas... Portanto, que seja mostrado de forma didática, e até serena (sem choques), que existem pessoas que nascem de um sexo, mas, que preferem ficar com o outro gênero.
Preparar uma nação para uma época sem preconceitos sobre as escolhas de outrem, é saber lidar com as diferenças e tentar fazer disso um verdadeira sociedade.
Agora, só não concordo com a tal cartilha que mostra posições sexuais e todo resto...
Acho que nesse aspecto, tudo tem sua hora para ser degustado, e aproveitado.
Digo não à erotização precoce de nossas crianças!
De resto, também digo não à homofobia, pois tratar o indivíduo como ele é, mostra respeito.
E se por no lugar do outro, é sabedoria: Acaso gostaria de ser agredido na rua, por suas escolhas? Acho que não!
Temos que mostrar às crianças (sem alarde), que embora a maioria das pessoas mantenham os sexos que nasceram, há também os que preferem o outro: Tudo é questão das escolhas que cada pessoa faz para suas vidas; Como tomar sorvete dia de muito frio, ou café, em pleno verão de 40 graus...


Delonir Cavalheiro (poeta):

Pensei muito sobre o assunto.
Mas que há para as escolas ensinarem?
Só se for sobre a diferença de gêneros.
Sobre o ensino de gêneros, é o mesmo que ensinar o respeito.
Respeito se aprende em casa.
É obrigação  de pai e mãe, dar e ensinar o respeito a seus filhos.
Não tenho nada contra o ensino de gêneros nas escolas. Mas, me preocupa saber que o respeito ao próximo, deva ser ensinado nas escolas:

IDENTIDADE DE GÊNEROS. RESPEITE. E SERÁS RESPEITADO.

Não é doença ser diferente.. Não é falta de caráter. Não é muitas vezes uma escolha.
Também isto não diz respeito a ninguém; Exceto aos envolvidos.
Minha preocupação é quanto às escolas:
E O BULLING?
Estarão as escolas preparadas?
Porque o bulling e o preconceito, são a falta de respeito em ação.






quarta-feira, 9 de agosto de 2017

A Colecionadora- Meu novo livro erótico

 
Trecho:
 
...A primeira vez, ele a levou até uma casa que mantinha em outro bairro, numa região alta da cidade.

Era também herança da família, mas, essa casa estava fechada, por ficar distante de comércio, para sua mãe ficar por lá.

 Ele abriu a casa, arejando tudo. Deu água e ração ao cachorro que guardava o local.

Depois mostrou a casa para a amiga e a levou para um dos quartos.

Claro, o que tinha cama de casal. Ali ele a despiu, puxando-lhe a calcinha com os dentes e desabotoando o soutien por trás, para aproveitar e beijar sua nuca. Ela arrepiou, amava isso!

 Ela se virou e o puxou para si, beijando-o desde a boca até os ouvidos, pescoço, ombro e peito.

 Fizeram sexo, não era amor, claro. Eles eram apenas amigos que se curtiam.

A coisa fluía bem entre os dois, tornaram-se até confidentes. Ele contava suas aventuras sexuais, com as mulheres que passaram por sua vida, e ela sobre a paixão recente...

                                                                   ******

 

Sinopse

A Colecionadora pode ser descrita como histórias de muitas mulheres numa só.
A procura incessante de uma mulher, que ama fazer sexo, por um homem que a complete. Querendo ser amada de forma romântica, porém, com toques de volúpia.
Vale conferir para quem gosta de contos romanceados e muito erotismo.
Categorias: Literatura Nacional, Ficção e Romance
Palavras-chave: contos, poesia, romance, sexo

COMPRE NESSE LINK:
https://www.clubedeautores.com.br/book/239347--A_Colecionadora#?&_=0

 
CAPA ABERTA: