segunda-feira, 1 de maio de 2017

Ela & Ele

 
 
Ela era impulsiva e falava até ficar rouca.
 Ele era calmaria.
 Ela chovia com rompantes de tempestade...
Ele era a bonança e criava um arco íris em sua companhia...
 
Ela era fogo, que descia lavas do seu vulcão interior.
 Ele era rio, que recebia com gosto, as lavas por ela expelidas...
 Ela chorava, ele sorria.
 Ele a sentia com total intensidade.
 Ela percebia, e se sentia mais à vontade.
 
Ela era o café, e ele, o leite.
 E nisso, se mostrava a combinação certa...
Certamente, era mais uma boa descoberta!
 
 Ela era um dia de loucura, ele, noite serena.
Ela era o trejeito simples, ele era a altivez da aristocracia.
 Eram  feitos um para outro:
Bastava se descobrirem a cada dia...
 
Fátima Abreu Fatuquinha
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário