segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

AINDA...



Ainda que não entendam.
  Ainda que nós mesmos, não saibamos o porquê...
    Ainda assim, deve-se cuidar do outro, quando no sofrimento ou na felicidade.
No voo longe, ou com os pés firmes, em terra.
 Sonho faz parte da humanidade.

 Louco (a), quem diz?
 Basta saber apenas dosar
 E  não fugir da realidade...
 Ser dono (a), de sua vontade.

Ainda que do sonho não se queira sair, 
É aqui, em terreno firme, chão frio, nuvens no céu, 
Que se vive, mesmo em tempos que se amarga fel... 

FÁTIMA ABREU FATUQUINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário