segunda-feira, 17 de julho de 2017

Pele a Pele



Eleve também a sua Kundalini do amor e sexo, ouça!

********



Pele a Pele
 
 Foi assim, pele a pele que nos sentimos.
 Eu percorria teu rosto e beijava teu queixo.
 Você retribuía ávido e com desejo.
 
Pele colada na outra, suores que molhavam a pouca roupa...
Despíamo-nos então de tudo:
 Nisso incluía vestes e o pudor.
 Pois, juntos somos pólvora e fogo, ou água em ebulição.
Era desse jeito que eu mantinha meu pequeno vulcão.
 
  E descia minha lava espessa e quente, molhando tuas pernas .
Estávamos entrelaçados, e as mãos seguiam seus caminhos.
 A minha geografia tão feminina, servia de caminho teu...
Eu, sutilmente lambia tua orelha e moldava contornos com a língua.
Gemíamos juntos.
 Eram sensações que desabrochavam em nós.
 Pele a pele eu te dizia, na verdade, era carne!
Com toques suaves de encanto.
 Sim, a entrega, o fascínio...
E o deleite por tantas vezes se fez em mim!
Eu tão mais suada que você, acabei por te beijar com meu mais gostoso carinho.
E o leite verteu.
 
Fátima Abreu Fatuquinha

 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário