segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

DUETO (erótico) COM JOILSON SANTOS: DESEJOS PERDIDOS




Na alcova à meia luz, eu te recebia... De pernas entrelaçadas sobre teu corpo,te envolvia... Trazia-o para mim, fundo, ardente... Queria ser tua, tão somente... 
Esperei esse momento. 
Queria-te! No meu pensamento beijar-te, era antes uma fantasia... 
Agora realidade para minha completa satisfação! 
Seguia em movimentos de língua que serpenteava pelo seu ouvido, te arrancando doces gemidos... 
Descia para teu pescoço, mordia... Novamente gemia! 
Eu aproveitava o momento, e te levava à minha boca: Ardente e sedenta da tua...

Beijava-te como se sugasse tua língua para dentro da minha própria boca! 
E meus lábios febris, de desejo latente, faziam com que meu corpo já sentisse a volúpia: 
Descendo líquido quente...

Molhada estava, pronta para teu membro viril receber.
Queria-te dentro de mim, cavalgando sem pressa... 
Aproveitaríamos cada fantasia, e desejo. Vinha... 
Eu então, de flor desnuda, como rosa vermelha, abria.


Fátima Abreu Fatuquinha

                                          **********

Despi você com minha boca... Sugava teu suor com a língua, desfrutei você por inteiro, roçando nossos corpos embaixo do chuveiro...
 Fiz de você minha alegria, minha orgia, degustando seu mais íntimo prazer, que escorria em minha boca: 
Seu gozo de loucura. 
Como a flor que se abre pela manhã, abriste para mim, deixando que eu penetrasse com prazer, entre as pernas tremuladas...

 Teus seios tão lindos, como pêssegos doces! Mais doces ficavam, a cada momento que eu os sugava, com tanto prazer e tanta loucura, se entregaste para mim. 
Eu, sem juízo, provei-lhe com a boca, entre tuas pernas, te deixando louca! Mas foi tão lindo e gostoso, se der, quero de novo...

 Ah, meu amor, vem cavalgar... Senta em meu corpo a gemer, sussurrando em meu ouvido que se aquece de tanto prazer!

 Joilson Santos    

E nas veredas desse amor louco, o êxtase  se fez presente!
Doce líquido branco e viscoso, saiu de ti, num urro só!

Enquanto eu, me retorcida dengosa, querendo mais, te colocando em  gostosa prova...
Então, para recomeçar nossa cavalgada, eu colhi do meu mel e te dei nos lábios...  

Saboreou... E sentiu também,  meu aroma de fêmea, repleta de gozo.
Depois  disso, com o estímulo que  te dei, foi  fácil  mais uma ereção!
Nos doamos com mais intensidade que antes, como fieis amantes.


Fátima Abreu Fatuquinha






Um comentário: